Posted On 08/02/2017 By In Séries

Entrando no clima de Legion: As melhores HQ’s de X-Men

No dia 9 de fevereiro (quinta-feira), o canal FX estreará a série spin-off de X-Men, Legion, que contará a vida de David Heller, o mutante conhecido como Legião. E, no início de março, Logan, o terceiro (e último) filme do Wolverine, estreará nos cinemas brasileiros.

Ambos estão gerando muita ansiedade, pois tanto Legion como Logan (que apresenta a mutante X-23, causando muita euforia por apresentarem personagens um tanto complexos e difíceis), o universo dos X-Men é extenso e possui várias vertentes, gerando estes spin-offs e criando vários personagens e histórias – algumas com ciclos fechados. No entanto, às vezes fica difícil conseguir acompanhar não só o quadrinho mensal como também as séries paralelas. E eu, com todo meu amor por este universo incrível, vim indicar os seis melhores quadrinhos a fim de ajudar quem quer entender melhor ou os iniciantes que não fazem a mínima ideia por onde começar.

Antes de mais nada, vamos a um pequeno prefácio:

O quadrinho X-Men surgiu no início da década de 60, criado por Stan Lee e Jack Kirby. No auge dos Estados Unidos separatista, eles criaram o quadrinho como uma metáfora do preconceito na época. Consequentemente, em suas histórias as pessoas comuns têm um intenso medo/desconfiança dos mutantes considerados pelos cientistas como Homo Superior, um novo degrau da evolução humana. Muitos consideram uma própria ameaça à sociedade humana, já que há mutantes que usam suas habilidades para fins criminosos. Os X-Men são mutantes que deram um salto evolucionário e possuem habilidades super-humanas, formado inicialmente pelo Professor X, fundador dos X-Men, Ciclope, Anjo, Fera, Homem de Gelo e Garota Marvel (Jean Grey). O grupo enfrenta os “mutantes malignos” como o Magneto e sua Irmandade, e para que possam coexistir pacificamente com os humanos comuns, o Professor X fundou uma Academia de Superdotados como fachada para treinar e doutrinar novos mutantes para conquistar seu sonho de “harmonia inter-racial”. A HQ tinha mutantes de várias nacionalidades e etnias, se tornando a revista em quadrinhos mais multicultural da Marvel. Suas histórias retratavam temas relacionadas a minorias, crenças e tolerância na existência da “raça superior”. E, apesar do tema atrativo, foi apenas na década de 70, nas mãos do roteirista Chris Claremont, que os X-Men ganharam força e serviram de referência, inspirando futuros filmes. A HQ é conhecida também por criar personagens femininos fortes, como Vampira, Lince Negra, Mística, Emma Frost, e foi co-responsável pela reformulação da entidade Fênix na personagem Jean Grey.

Confira a lista das melhores HQs dos X-Men:

DEUS AMA, O HOMEM MATA

É a graphic novel de ciclo fechado criada por Chris Claremont, que inspirou e baseou o segundo filme do X-Men (que fez tanto sucesso). A fim de não seguir as regras propositalmente e deixar uma mensagem bem específica, ela se torna uma graphic novel não por ter conteúdo sexual com uma arte que destaca peito e bunda das personagens, e sim, por colocar em pauta a moralidade. Com uma linguagem clara, são 100 páginas impressas em um clássico da história dos X-Men.

A SAGA DA FÊNIX NEGRA

Também escrito por Claremont, reúne as edições Uncanny X-Men 125-137 e Phoenix: The Untold Story, que conta a história da Jean Grey quando se deixa dominar pela entidade da Fênix e acaba trazendo novas ameaças. O quadrinho também inspirou o terceiro filme da franquia dos mutantes, X-Men: Confronto Final. Apesar do filme ter vários erros, inclusive um roteiro bem escasso, o quadrinho tem tudo aquilo que o filme não teve. Vale a pena conferir por ser um marco do universo X-Men.

DINASTIA M

É a série que redefiniu o destino dos mutantes. Escrita por Brian Michael Bendis, o quadrinho de ciclo fechado conta o que se passa logo após a queda dos Vingadores e os acontecimentos depois do Planeta X, quando Wanda Maximoff perde o controle de seus poderes. É um quadrinho que não pode ser deixado de lado porque muda muito o universo da Marvel junto com os Vingadores e inverte a concepção dos valores dos mutantes.

NOVÍSSIMOS X-MEN – X-MEN DE ONTEM

Reúne as edições 1-5 All New X-Men, também escrita por Brian Michael Bendis, e reformula o universo após os eventos dos Vingadores vs X-Men, trazendo as versões adolescentes do quinteto original do Professor Xavier para o presente, fazendo-os pensar sobre as nossas próprias vidas. Será que somos aquilo que queríamos ser no passado? Nossas crenças, objetivos continuam iguais? A reformulação abre espaço para novas histórias.

X-MEN LEGACY: PRODIGAL

É a série escrita por Simon Spurrier que trabalha maravilhosamente bem o mutante Legião, considerado um dos personagens mais difíceis de se escrever do universo da Marvel. Para quem quer assistir a série nova no FX, vale a pena conferir! Para quem não sabe, o mutante Legião é filho do Professor Xavier e um dos seus poderes é absorção da consciência das pessoas/mutantes, possuindo uma gama infinita de personalidades, por isso o nome Legião. Infelizmente não se encontra o quadrinho em português, apenas em inglês.

NYX

É a série spin-off dos X-Men, e possui apenas 7 edições com o roteiro de Joe Quesada, a fim de expandir ainda mais o universo do X-Men. Esta é a graphic novel que apresenta vários novos mutantes com vida problemáticas pertencentes da classe pobre de Nova York. Há quatro mutantes principais, dentre eles a X-23, que conheceremos no novo filme de Logan. Quem quer conhecê-la melhor, é o quadrinho perfeito pra isso!

Tags : , , , , ,