Posted On 25/09/2017 By In Artigos, Artigos - Séries

Até quando um spoiler pode ser considerado spoiler?

Se tem uma coisa que aquela pessoa que assiste séries, filmes ou novelas odeia, essa coisa é spoiler. Não existe nada mais desagradável do que ter a emoção de descobrir algo revelador ou importante na trama contado por outra pessoa. E o pior ainda é quando ela tem plena noção de que está contando algo de importante, e privando o outro de ter a sensação de alívio ou choque que ela tanto esperou.

Mas até quando a gente pode esperar para que um spoiler deixe de ser spoiler? Existe um consenso na internet que, depois que um filme ou temporada de série passam de dois anos, o spoiler é liberado. Você pode contar quem morre, ou quem casa ou quem descobre o assassino depois desse período, porque se a outra pessoa não teve tempo de assistir antes, a culpa não é sua – e a chance de tropeçar em algum spoiler acidental na internet sempre existe. É só saber quando assistir a algo e você está seguro.

Com a era da Netflix, a noção de spoiler de séries que acabaram de sair fica mais curto. Você pode ter até um mês de respiro para acompanhar uma temporada inteira de série, mas depois disso os spoilers podem correr soltos em busca de liberdade e de algum desavisado. Mas se a série gerar um hype assustador, então é melhor ficar alerta e maratonar todos os episódios no fim de semana, porque sempre vai existir alguém inconveniente e ansioso demais para comentar sobre aquilo.

Quando 13 Reasons Why foi lançado, a internet virou um rebuliço por meses. Era impossível não saber que raios de série era essa, e nem que Hannah Baker se matou (spoiler óbvio, ela começa a série contando isso). Mas saber para quem cada uma das fitas era destinada e o motivo já era algo mais inconveniente de ser contado, e nem por isso as pessoas se atentaram.

A lei da velocidade do spoiler se torna mais violenta e agressiva com Game of Thrones. Se você não assistir a série religiosamente no domingo às 22 horas, é melhor se isolar da internet até assistir. É caótico e preocupante o tanto de informações explícitas jogadas pelas redes sociais no minuto em que elas acontecem. Se algum personagem importante morre, são milhares de pessoas contando com todas as letras quem foi, como, aonde e quem matou. Não existe a menor empatia com quem não pode assistir ou ainda não chegou nessa temporada.

É compreensível que quando uma série tem muitas temporadas, algumas informações reveladas logo no início da trama deixem de ser spoilers com o tempo, até porque elas já perderam a relevância na série. Mas ainda assim, elas são importantes para quem acabou de começar a assistir e não tem a menor ideia de como isso vai se desenrolar ao longo da história.

Como diz Melisandre: “THE NIGHT IS DARK AND FULL OF SPOILERS!”

A regra de validade de spoiler podia ser mais empática. Tudo bem você comentar sobre aquela reviravolta sensacional em algum filme, ou enaltecer aquele personagem esperto em uma série, mas não custa nada avisar que aquilo talvez seja um spoiler. Nem todo mundo tem a obrigação de estar sempre atualizado e disponível com séries e filmes, mas todo mundo tem que ter noção do prazer que é descobrir algo de interessante que aconteceu.

Tem muita gente (como eu) que não se incomoda ou se importa com spoilers menores. Como algo que acontece com personagens secundários, reviravoltas não tão impressionantes, ou até saber logo de cara o final de um filme, para poder ir mais preparada psicologicamente assistir. Mas nem todo mundo gosta de ter a experiência interrompida antes da hora, e saber o que contar e como contar algo na internet é importante. Nem todo mundo vai conseguir assistir alguma coisa enquanto ela ainda está fresca, mas isso não quer dizer que ela nunca vai assistir.

Tags : , , , , , ,