Caio Lopes, Autor em Cinematecando | Página 15 de 18

All posts by Caio Lopes

Formado em Rádio, TV e Internet pela Faculdade Cásper Líbero (FCL). É redator no Cinematecando desde 2016.

Posted On março 29, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: O Ornitólogo

O quê dizer de O Ornitólogo, novo filme do português João Pedro Rodrigues?… Realmente, o quê dizer? Não há dúvida de que a maioria dos espectadores, assim como quem escreve, sairão da sessão sem a mínima ideia de como reagir a uma obra tão belamente estranha, que faz parte do projeto Sessão Vitrine Petrobras. O longa-metragem segue o (conturbado) trajeto do ornitólogo do título por uma mata remota nos limites de Portugal. No ofício de observar aves, acaba se distraindo e sofre um acidente em um rio. Felizmente (ou não),Read More

Posted On março 8, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Kong – A Ilha da Caveira

Se Godzilla equivale a Brian Mills, de Busca Implacável, em sua forma lenta e robusta, então o novo Kong pode ser comparado a Jason Bourne em sua audácia e agilidade. Enquanto o último longa americano do lagarto gigante era consideravelmente econômico quanto às aparições da criatura, Kong: A Ilha da Caveira não tarda a expor a fera do título em sua completa glória destrutiva. Com direção do novato indie Jordan Vogt-Roberts (Os Reis do Verão), o novo longa do rei símio funciona como continuação do universo conectado de monstros apenasRead More

Posted On fevereiro 28, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Personal Shopper

Kristen Stewart é, sim, uma boa atriz. Quando despontou aos olhos de um maior público com a Saga Crepúsculo, na era em que redes como 9GAG marcavam presença, ficou conhecida popularmente como o contrário, estoica ao encarnar a protagonista Bella. Mas há muito de bom a ser dito sobre a jovem atriz, que já havia demonstrado seu talento no ótimo Quarto do Pânico, suspense de David Fincher (Mindhunter) no qual interpretou a filha de Jodie Foster. Até mesmo depois de seu infame papel na saga dos vampiros brilhosos, Stewart realizouRead More

Posted On fevereiro 20, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: A Lei da Noite

No fundo, todos sabíamos que esse dia chegaria: Ben Affleck fez um filme ruim… quero dizer, como diretor. Com o peso do hype criado após a vitória de seu longa anterior Argo no Oscar 2013, Affleck encontrou pressão adicional ao iniciar seu árduo compromisso para com o personagem mais prestigiado da DC Comics e todo seu universo expandido. Não bastou assumir o manto de Bruce Wayne/Batman, como também assinou para dirigir seu primeiro longa solo como o herói, mas recentemente abandonou o cargo de diretor devido à quantidade de trabalhoRead More

Posted On fevereiro 15, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Redemoinho

Há uma série de filmes, especialmente nacionais, que passam anualmente por debaixo dos radares do grande público. Em 2015, Obra e Tudo que Aprendemos Juntos. Em 2016, Boi Neon, O Silêncio do Céu e diversos outros. Entrando para a coleção, edição 2017, temos Redemoinho, a estreia em cinema do veterano da televisão José Luiz Villamarim. Certamente um projeto menos tragável que os mencionados acima, é um filme que traz uma assinatura cinematográfica marcante, onde mise-en-scene, texto, fotografia e montagem colaboram para máximo efeito. O longa conta a história do operário LuzimarRead More
Esta não é uma celebração da vida, do amor e da bondade. Os leitores que já tiveram o prazer de descobrir De Volta ao Jogo, primeiro longa do personagem John Wick, estão cientes do balé da morte que os aguarda no cinema. Com uma contagem de corpos ainda maior, John Wick – Um Novo Dia Para Matar se salva do excesso dessensibilizado com uma construção de mundo dedicada, expandindo as regras do Wickverse com boas doses de humor e criatividade. Dirigido por Chad Stahelski, que co-dirigiu o primeiro capítulo comRead More

Posted On fevereiro 5, 2017By Caio LopesIn Críticas - Catálogo

Crítica: Sonhos Imperiais

Los Angeles, uma cidade de sonhos e sonhadores. Com direção de Malik Vitthal, Sonhos Imperiais teve sua estreia no Festival de Sundance em janeiro de 2014, mas a Netflix não poderia ter lançado o longa para o público em um tempo mais oportuno. Não há as canções grudentas, nem as cores vibrantes de La La Land – Cantando Estações. Contudo, há um sonho a ser perseguido, e tal jornada vem com seus custos pessoais e profissionais. Fora da prisão, Bambi (John Boyega, de O Despertar da Força) volta ao guetoRead More
“Parece que faz muito tempo”, diz um verso da canção Hello Stranger, de Barbara Lewis, em um dos derradeiros minutos poderosos de Moonlight – Sob a Luz do Luar. Como qualquer vivência distante, o segundo longa dirigido por Barry Jenkins deixa o sentimento da nostalgia com grande dose melancólica, mas também não deixa de reconhecer que há muito mais por vir. É uma história sobre almas perdidas, enclausuradas por pressões sociais e expectativas alheias. Enquanto Boyhood – Da Infância à Juventude era um longa de formação de contornos simples eRead More

Posted On janeiro 26, 2017By Caio LopesIn Games

Crítica: Resident Evil 7 – Biohazard

Já vou dizer logo de uma vez: com Resident Evil 7 – Biohazard, a Capcom deu a volta por cima. Após anos de games medíocres e ruins da franquia, como Operation Racoon City, Umbrella Corps e até mesmo Resident Evil 6, a desenvolvedora trouxe de volta a fórmula tradicional da série em sua melhor forma até hoje. O game conta a história de Ethan Winters, que após receber uma misteriosa vídeo-mensagem de sua noiva, Mia, segue para os pântanos da Louisiana para procurá-la. Em sua chegada, depara com uma estranhaRead More
Paul W.S. Anderson, diretor de Resident Evil 6: O Capítulo Final e outros três capítulos da franquia, não é exatamente conhecido por sua habilidade com dramaturgia. Desde que despontou com a primeira adaptação de Mortal Kombat para os cinemas, Anderson desenvolveu uma reputação como um diretor de ação e filmes B, admirador assumido dos trabalhos do mestre Roger Corman, que possibilitou a distribuição de seu primeiro longa, Shopping: O Alvo do Crime, nos Estados Unidos. A franquia Resident Evil, por sua vez, é a única entre o vasto mar deRead More