Caio Lopes, Autor em Cinematecando | Página 15 de 17

All posts by Caio Lopes

Formado em Rádio, TV e Internet pela Faculdade Cásper Líbero (FCL). É redator no Cinematecando desde 2016.

Posted On Janeiro 11, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: A Criada

Com produção suntuosa e direção inspirada de Chan-wook Park, A Criada é mais uma obra-prima para o cinema sul-coreano Chan-wook Park, ou Park Chan-wook, como preferir, é um gênio. Quer dizer, talvez nem todos partilhem dessa visão, mas é com certeza um dos poucos aos quais não hesito em atribuir o termo (cá entre nós, banalizado como todas outras hipérboles). Posso até estar levando este texto logo de antemão para um canto mais pessoal, o que é inevitável posto que Oldboy, segunda parte de sua trilogia da vingança e ganhadorRead More

Posted On Janeiro 3, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Eu, Daniel Blake

Já começo dizendo que não sou conhecedor da obra do britânico Ken Loach. Sei apenas de alguns detalhes básicos: despontou mundialmente lá em 1969 com Kes e que a classe operária predomina como protagonista em suas obras. Eu, Daniel Blake, novo filme do diretor, figura como sua segunda obra a ganhar a Palma de Ouro no Festival de Cannes, a primeira sendo Ventos da Liberdade. Estreando nesta próxima quinta-feira nos cinemas de São Paulo, há certamente motivos sólidos para o sucesso do longa, mesmo que seu merecimento do prêmio máximo emRead More

Posted On dezembro 27, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Invasão Zumbi

Com o excelente O Lamento nos cinemas desde semana passada e este Invasão Zumbi chegando às salas de São Paulo nesta quinta-feira, o cinema de terror sul-coreano mostra suas cartas como um dos mais bem-realizados do mundo. A estreia de Sang-ho Yeon na direção de longas live-action, Invasão Zumbi é certamente muito mais acessível que o longa de seu conterrâneo Hong-jin Na, com duração mais palatável e uma trama objetiva e sem muitas nuances, mas Yeon se prova como um realizador promissor, apesar de eventuais problemas. Na simples trama, acompanhamosRead More

Posted On dezembro 25, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: O Que Está Por Vir

Há um certo tipo de cinema que não segue as fórmulas estabelecidas, não possui claros começo, meio e fim e nem possíveis pontos de virada ou grandes catarses. São recortes específicos das vidas de suas personagens, com pé firme no presente e futuros em aberto. O apropriadamente intitulado O Que Está Por Vir, 5o filme da diretora francesa Mia Hansen-Løve, é mais uma agradável iteração neste tipo de cinema, um filme sobre a filosofia do dia a dia, feito de sutilezas e sem fatalismos. Nathalie é uma professora de filosofiaRead More

Posted On dezembro 17, 2016By Caio LopesIn Games

Crítica: The Last Guardian

Da década passada aos dias de hoje, muito mudou no universo dos games. Jogos AAA (de alto orçamento) tomaram cada vez mais conta do mercado, com gráficos reluzentes, gameplays tornando-se infalivelmente funcionais e volumes bombásticos de conteúdo, com dezenas de ícones e opções nos mundos virtuais que traziam às telas. Ora, até mesmo o interessante Final Fantasy XV, que levou 10 anos para ser concluído, embarcou em um modelo compatível com as exigências do atual mercado, oferecendo um mundo aberto repleto de conteúdo e um combate em tempo real, dandoRead More

Posted On dezembro 14, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: A Qualquer Custo

Começo este texto com uma constatação aleatória: no decorrer de A Qualquer Custo, neo-western indicado a três Globos de Ouro (e agora, dois meses após a publicação deste texto, indicado a quatro Oscars), memórias do excelente longa nacional Boi Neon, de Gabriel Mascaro, surgiam constantemente. Tal comparação podia terminar já na fotografia, que faz uso de luz natural e traz um tratamento de cor que insere alguns elementos vivos em imagens majoritariamente secas e sóbrias. Apesar disso, o principal ponto comum de ambos longas está nos seus retratos sensíveis e,Read More

Posted On dezembro 7, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: A Última Ressaca do Ano

Existem três tipos de comédia atualmente recorrentes no cinema americano: as que esbanjam personalidade e com ela sustentam até o mais formulaico dos materiais, como Vizinhos e Anjos da Lei; as agressivamente medíocres, como Quero Matar Meu Chefe e Um Espião e Meio; e por fim, o que quer que seja que Adam Sandler, Tyler Perry e os Wayans estejam produzindo. A Última Ressaca do Ano, que desde seu primeiro trailer criou expectativas de uma hilariante comédia de fim de ano, acaba, infelizmente, se encaixando na parcela mais fraca daRead More

Posted On dezembro 2, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Ninguém Deseja a Noite

Em 2016, fomos infelizmente lembrados de que uma ótima premissa não garante um ótimo filme. No âmbito dos blockbusters, os longas da DC Comics foram especialmente marcantes em seu fracasso ao tentar traduzir para as telas histórias que pareciam infalíveis em cativar o público geral e resultar em um produto consistente. Foi o caso com BvS e principalmente com Esquadrão Suicida, dois longas extremamente equivocados em sua execução. No circuito do denominado “cinema de arte”, apesar de cultivar um tipo de hype muito específico (ou hype nenhum, em muitos casos), o mesmo podeRead More

Posted On novembro 20, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: A Chegada (SEM SPOILERS)

Como se Sicario – Terra de Ninguém já não o tivesse feito, A Chegada, que estreia nesta quinta-feira, consolida o franco-canadense Denis Villeneuve como um dos melhores diretores deste ainda jovem século. Anunciado há mais de um ano, o longa adapta a premiada história de ficção-científica Story of Your Life, de Ted Chiang. Enquanto Villeneuve já trabalhava na esperada sequência Blade Runner 2049, cinéfilos do mundo todo aguardavam por sua primeira incursão no território sci-fi. Com a chegada (duh) deste novo longa, confirma-se o melhor dos cenários: não se trata apenasRead More

Posted On outubro 19, 2016By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos

Crítica: A Nona Vida de Louis Drax

Desde que despontou com o polêmico Alta Tensão, o diretor francês Alexandre Aja garantiu uma reputação como autor de filmes de terror. Após uma dolorosa queda com o risível Espelhos do Medo, Aja teve uma recuperação ao adaptar o livro Horns, de Joe King, com o filme Amaldiçoado, que é protagonizado por Daniel Radcliffe. Apesar da recepção negativa de Amaldiçoado pela crítica, este também criou uma modesta quantidade de admiradores (eu incluso), principalmente pela maneira como Aja dominava suas constantes mudanças de tom. Em A Nona Vida de Louis Drax,Read More