All posts by Fernando Pivotto

Colunista do Cinematecando I Formado em Teatro, 27. Educador, diretor, crítico, ator, interessado em pesquisa e rabiscando algumas coisas em dramaturgia, adora a produção artística em todas as suas possibilidades. Além de apaixonado por artes cênicas, adora literatura, música e, claro, cinema. Está há um tempo pensando numa piadinha espirituosa para concluir essa bio, mas começa a achar que não vai conseguir. Se você está lendo isso, é porque não rolou.

Posted On março 24, 2017By Fernando PivottoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: O Espaço entre Nós

Um dos condicionantes fundamentais da viagem interplanetária é a relação tempo-espaço. As distâncias entre lá e cá são tão imensas que o tempo que leva para percorrer o espaço entre estes dois pontos é um fator impeditivo. Um dos condicionantes fundamentais de assistir a uma obra de ficção é a suspensão da descrença. Isso significa que a plateia aceita, voluntariamente, a aceitar como verdadeiros e verossímeis todos os fatos presentes na história. A gente aceita feliz da vida, por exemplo, que existe um alienígena com um S no peito eRead More

Posted On março 5, 2017By Fernando PivottoIn Críticas - Catálogo, Filmes

Crítica: Paris is Burning

Às vésperas da estreia de sua nona temporada, RuPaul’s Drag Race se estabelece como um dos maiores fenômenos LGBTs da cultura pop contemporânea. Se por um lado é surpreendente que um programa de nicho tão específico tenha sido tão bem aceito pela indústria do entretenimento (dadas as devidas proporções, naturalmente), por outro o sucesso da corrida de drags é um reflexo do tempo em que vivemos: desde a virada do milênio, tornou-se um pouco mais comum ver personagens ou programas sobre LGBTs por aí. Diversidade, afinal, tornou-se um conceito emRead More
Se você reler minha crítica sobre Episódio IV, vai ver que eu achei que seria uma ótima ideia escrever sobre Star Wars. Isso até começar a escrever. Pior ainda: quando surgiu a ideia entre a galera da redação, eu disse que queria pegar o Episódio I, porque “seria divertido”. Pobre eu. Mas você está aqui, lendo esse texto, certo? Então vamos nos divertir juntos. Star Wars, nós sabemos, foi um boom cultural. Ao longo de seis anos, a trilogia clássica (1977 – 1983) conseguiu apresentar um universo muito particular, comRead More
Assim que a equie do Cinematecando combinou de fazer críticas de Star Wars para preparar o terreno para a estreia de Rogue One, eu pensei que seria uma ideia ótima, e uma oportunidade muito divertida de escrever sobre uma das minhas sagas prediletas. Assim que eu sentei para escrever, me dei conta de como isso seria um problemão: afinal de contas, como escrever sobre uma de minhas sagas prediletas? Além de toda a memória afetiva, há uma segunda problemática: o que resta para ser dito sobre Star Wars? Nestas décadas, aRead More
Contando em 2016 quatrocentos anos de sua morte, William Shakespeare consegue manter-se como um dos nomes mais relevantes da cultura ocidental até hoje. O impacto de sua obra ainda é perceptível atualmente, e é quase impossível que você nunca tenha esbarrado em nada influenciado por ele, mesmo que você nunca tenha pisado num teatro, ou lido algo do bardo nas aulas de Literatura do colégio. Por exemplo, os Underwood de House of Cards têm muito do casal Macbeth, da tragédia homônima. Ela É O Cara (2006), comédia romântica estrelada porRead More

Posted On outubro 30, 2016By Fernando PivottoIn Teatro

Especial Halloween: Carrie, o Musical

A indústria de teatro musical tem, como toda a indústria do entretenimento, a capacidade de pegar qualquer tema e transformá-lo em espetáculo. Assim, da pobreza insuportável surge Os Miseráveis, das agruras de se viver à margem surge Rent e da Guerra do Vietnã surgem Miss Saigon e Hair. Até Jesus Cristo entrou na dança, com o perdão do trocadilho, e inspirou Jesus Cristo Superstar e Godspell, além de servir de paralelo aos personagens do já citado Hair. Levando-se em consideração a habilidade que o teatro musical tem de acomodar praticamenteRead More

Posted On outubro 28, 2016By Fernando PivottoIn Teatro

Filmes baseados em peças de teatro

Ok, ok. Talvez esse não seja o melhor meme de teatro de todos os memes de teatro (de um total de 30; não somos lá muito bons com memes) para inaugurar uma coluna. Mas, ao mesmo tempo, acho que essa piada, por mais sem graça que seja, é um bom ponto de partida por tocar em um ponto que eu adoraria abordar aqui: o fato de que teatro é teatro e cinema é cinema. Por mais que, de certa forma, a sétima arte seja derivativa da segunda e, portanto, ambasRead More