Cine Netflix | Cinematecando
Sinfonia de sangue No primeiro dos quatro atos de The Perfection, um jogo de sedução entre as protagonistas Charoltte (Alisson Williams, de Corra! e da série Girls) e Lizzie (Logan Browning, da série Dear White People) garante a alta voltagem. No segundo, um certo caráter escatológico vem à tona, com menções a vômitos e diarreias, entre outras coisas. O terceiro vai no ritmo de thriller psicológico e, mais perto do final, o filme mostra sua vocação para o terror gore enquanto escancara sua mensagem alinhada a tempos de #MeToo. SeRead More
Insegurança em sutilezas A obesidade já foi trabalhada no cinema de diferentes pontos de vista, e desde já é importante dizer que, o novo filme da Netflix, Dumplin’, não traz grandes mudanças e inovações em cima do que já estamos acostumados. Mas nós apresenta um recorte delicado contado através de um roteiro sutil, que coloca sua protagonista nas situações mais desgostosas possíveis, de maneira realista e facilmente identificável. A história gira em torno de uma jovem chamada Willowdean Dickson (Danielle Macdonald), que sofre com a sua aparência principalmente através dosRead More
Jogo burocrático High Flying Bird é como aqueles filmes de guerra em que não há ação no front, mas sim foco na expectativa dos soldados para entrar em combate. No caso desse longa original Netflix, a ansiedade é para o começo da nova temporada da liga norte-americana de basquete (a NBA), colocada em suspensão por conta de um “lockout”, enquanto atletas e cartolas buscam um acordo para novos contratos e cifras milionários. André Holland interpreta Ray Burke, um empresário que se vê numa situação de crise financeira crescente à medidaRead More
Arte em combustão A discussão entre arte e mercadoria é bem antiga. “Desde que o primeiro homem das cavernas cobrou um osso para exibir pinturas rupestres”, ironiza uma das personagens de Velvet Buzzsaw. O embate está no cerne do novo filme escrito e dirigido por Dan Gilroy, cineasta que ganhou elogios com a estreia no suspense O Abutre, mas não teve a mesma recepção no longa seguinte, Roman J. Israel, que nem chegou a ser lançado nos cinemas brasileiros, mesmo tendo rendido uma indicação ao Oscar para Denzel Washington. VelvetRead More
polar critica
Em busca de salvação Filmes de ação tendem a conquistar muitas pessoas, e ao mesmo tempo afastar tantas outras. Isso porque, assim como slashers, o gênero se apoia, na maioria das vezes, em clichês e estratégias de roteiro previsíveis. A produção original Netflix Polar (baseada na homônima série de quadrinhos) traz elementos já conhecidos pelo público, incluindo furos de roteiro e outras convenções improváveis, mas também inova com uma linguagem mais moderna e fantasiosa, que flerta com a comicidade de alguns personagens.  A história segue Duncan Vizla (Mads Mikkelsen), também conhecido como Black Kaiser,Read More
Referências, metalinguagem e interatividade Black Mirror já nos mostrou de várias formas as consequências do egoísmo, dos instintos e das futilidades humanas. O uso da tecnologia passou a ser cada vez mais frequente durante os episódios, o que se por um lado ajudou a trazer à tona nossa necessidade em se agarrar em facilidades deixando de lado nossa pessoalidade e individualidade mesmo tendo noção dos riscos que corremos, por outro lado representou uma mudança do foco central da série, que acabou resultando em algumas histórias confusas e vazias, com poucaRead More
bird box critica
Maternidade ofuscada Tratar da maternidade em um mundo pós-apocalíptico diante de uma história que se altera em duas épocas diferentes é desde o início arriscado. Num âmbito literário talvez isso seja mais fácil, por permitir mais detalhes e momentos entre os personagens, o que provavelmente funcionou no livro Caixa de Pássaros, escrito por Josh Malerman. Porém nem tudo que lemos deveria ser adaptado para o cinema, pelo menos não de certas maneiras. O filme Bird Box, lançado como original Netflix, nos deixa angustiados e tensos em determinadas cenas, mas possuiRead More
22 de julho critica
Causas e consequências de uma tragédia Paul Greengrass tem como marca construir filmes altamente tensos que reconstituem acontecimentos reais. Foi assim em Domingo Sangrento (2002), sobre o massacre de cidadãos irlandeses pela tropa britânica em 1972, Voo United 93 (2006), que mostrou como passageiros impedirem um dos ataques previstos por terroristas no 11 de setembro, e Capitão Phillips (2013), no qual reviveu o sequestro de um navio norte-americano por piratas do Somália. A diferença em 22 de Julho, longa que fez para a Netflix, é que agora abordagem do cineastaRead More