Conheça as classificações indicativas | Cinematecando

Posted On 11/07/2016 By In Artigos, Filmes

Conheça as classificações indicativas

Quem nunca sofreu por não poder ir ao cinema assistir um filme que tanto esperava, por ele não ser indicado para sua idade?

As classificações indicativas são regulamentações sobre as idades indicadas para consumir cada obra. Elas são feitas pela Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), do Ministério da Justiça brasileiro. Esse órgão é responsável por classificar todas produções audiovisuais que serão lançadas no país, sejam elas para atelevisão, mercado de cinema e vídeo, jogos eletrônicos ou jogos de interpretação (RPG). As faixas classificatórias aplicadas em nosso país são: livre, 10 anos, 12 anos, 14 anos, 16 anos e 18 anos.

Muitas vezes vemos os selos de classificação, sabemos o que eles querem dizer, mas não sabemos quais são os critérios são usados para isso. Então, aproveite sua curiosidade e conheça a especificação de critérios utilizados para cada faixa:

Livre
São consideradas livres as obras que trazem elementos positivos, violência fantasiosa (como, por exemplo, a encontrada em desenhos animados), presença de arma sem violência, mortes sem violência, ossadas e esqueletos sem violência, nudez não erótica (exemplo: tribos indígenas) e consumo moderado ou insinuado de drogas lícitas.

10 Anos
Nesta faixa são permitidas características como: presença de armas com violência, medo e tensão, angústia, ossadas e esqueletos com resquícios de ato de violência, atos criminosos sem violência (exemplos: roubo, furto ou corrupção), linguagem depreciativa, conteúdos educativos sobre sexo, descrições verbais do consumo de drogas lícitas, discussão sobre o tema “tráfico de drogas” e uso medicinal de drogas ilícitas.

12 Anos
Para esta faixa são admitidos conteúdos com violência, lesão corporal, descrição de violência, presença de sangue, sofrimento da vítima, morte natural ou acidental com violência, ato violento contra animais, exposição ao perigo, exposição de pessoas em situações constrangedoras e ou degradantes, agressão verbal, obscenidade, bullying, exposição de cadáver, assédio sexual, supervalorização da beleza física, supervalorização do consumo, nudez velada (sem a presença de nu frontal), insinuação sexual, carícias sexuais, masturbação, linguagem chula (que contem palavrões), linguagem de conteúdo sexual, simulação de sexo, apelo sexual, consumo de drogas lícitas, indução ao uso de drogas lícitas, consumo irregular de medicamentos e menção a drogas ilícitas.

14 Anos
São encontrados nesta faixa classificativa elementos que contém morte intencional, estigma e preconceito, nudez, erotização, vulgaridade, relação sexual não explícita, prostituição, insinuação do consumo de drogas ilícitas, descrições verbais de consumo e tráfico de drogas ilícitas e discussões sobre descriminalização de drogas ilícitas.

16 Anos
Nesta faixa são liberados conteúdos com estupro, exploração sexual, coação sexual, tortura, mutilação, suicídio, banalização da violência, aborto, pena de morte, eutanásia, relação sexual intensa, produção ou tráfico de qualquer droga ilícita, indução e consumo de drogas ilícitas.

18 Anos
Na última faixa classificatória são aceitas produções que contem violência de forte impacto (exemplo: pessoa sendo carbonizada), apologia à violência, crueldade, crimes de ódio, pedofilia, sexo explícito, situações sexuais de forte impacto (exemplo: sadomasoquismo) e apologia ao uso de drogas ilícitas.