Crítica: American Crime Story - O Assassinato de Gianni Versace | Cinematecando

Posted On 06/04/2018 By In Críticas - Séries, Séries

Crítica: American Crime Story – O Assassinato de Gianni Versace

Nesta nova temporada acompanhamos o assassinato do estilista Gianni Versace, que aconteceu em 15 de julho de 1997 em frente à sua casa em Miami, mas embora o título da série traga seu nome, Versace (e seu núcleo familiar) é apenas um coadjuvante perto do personagem principal e mais interessante dessa história: o garoto de programa e serial killer Andrew Cunanan, que se suicidou 8 dias após assassinar Gianni Versace.

Seguindo um caminho completamente diferente do escolhido na temporada anterior, essa nova história é apresentada ao espectador de maneira não linear, repleta de flashbacks e com foco total no passado do assassino e na rede de mentiras que ele criou em volta de si mesmo. Essa nova forma de contar os fatos foi ao mesmo tempo o grande triunfo e grande problema dessa temporada, porque saíram do formato esperado e conseguiram mostrar toda a história de Andrew Cunanan e como sua mente com QI elevado funcionava; mas existiram episódios muito lentos, enquanto no último episódio, precisaram correr com a história para mostrar tudo o que aconteceu após o assassinato principal.

Apesar dos problemas com ritmo, a série entregou aos espectadores atuações impecáveis, e provavelmente o melhor trabalho da vida do ator Darren Cris, que interpreta Andrew. Outros pontos positivos são a fotografia, caracterização e figurinos que foram feitos com tanto cuidado e dedicação que salta aos olhos de qualquer um que assista.

Antes da série ser lançada a família Versace divulgou diversos comentários contra a produção e pedindo para que as pessoas não a assistissem, pois a história era mentirosa. Claramente essas ações tiveram efeito contrário e diversas pessoas assistiram e comentaram sobre essa história que já estava quase esquecida, mas a produção teve o cuidado e o trabalho de não denegrir a imagem de Gianni Versace, o que eu acredito que era o grande medo dos seus familiares, e ainda discutir a aceitação dos homossexuais pela sociedade, tema esse que era tão importante 20 anos atrás como ainda é hoje em dia.

Ficha Técnica
Criadores: Ryan Murphy, Larry Karaszewski e Scott Alexander.
Roteirista: Tom Rob Smith
Elenco: Édgar Ramírez, Darren Criss, Ricky Martin, Penélope Cruz, Annaleigh Ashford, Giovanni Cirfiera, Dascha Polanco, Will Chase, Cody Fern, Mike Farrell, Max Greenfield, Jay R. Ferguson, Finn Wittrock, José Zuniga, Tara Summers, Judith Light, Jon Jon Briones, Joe Adler, Cathy Moriarty, Nico Evers-Swindell, Jack Stehlin.

Nesta nova temporada acompanhamos o assassinato do estilista Gianni Versace, que aconteceu em 15 de julho de 1997 em frente à sua casa em Miami, mas embora o título da série traga seu nome, Versace (e seu núcleo familiar) é apenas um coadjuvante perto do personagem principal e mais interessante dessa história: o garoto de programa e serial killer Andrew Cunanan, que se suicidou 8 dias após assassinar Gianni Versace. Seguindo um caminho completamente diferente do escolhido na temporada anterior, essa nova história é apresentada ao espectador de maneira não linear, repleta de flashbacks e com foco total no passado do assassino e na rede de mentiras que ele criou em volta de si mesmo. Essa nova forma de contar os fatos foi ao mesmo tempo o grande triunfo e grande problema dessa temporada, porque saíram do formato esperado e conseguiram mostrar toda a história de Andrew Cunanan e como sua mente com QI elevado funcionava; mas existiram episódios muito lentos, enquanto no último episódio, precisaram correr com a história para mostrar tudo o que aconteceu após o assassinato principal. Apesar dos problemas com ritmo, a série entregou aos espectadores atuações impecáveis, e provavelmente o melhor trabalho da vida do ator Darren Cris, que interpreta Andrew. Outros pontos positivos são a fotografia, caracterização e figurinos que foram feitos com tanto cuidado e dedicação que salta aos olhos de qualquer um que assista. Antes da série ser lançada a família Versace divulgou diversos comentários contra a produção e pedindo para que as pessoas não a assistissem, pois a história era mentirosa. Claramente essas ações tiveram efeito contrário e diversas pessoas assistiram e comentaram sobre essa história que já estava quase esquecida, mas a produção teve o cuidado e o trabalho de não denegrir a imagem de Gianni Versace, o que eu acredito que era o grande medo dos seus familiares, e ainda discutir a aceitação dos homossexuais pela sociedade, tema esse que era tão importante 20 anos atrás como ainda é hoje em dia. Ficha Técnica Criadores: Ryan Murphy, Larry Karaszewski e Scott Alexander. Roteirista: Tom Rob Smith Elenco: Édgar Ramírez, Darren Criss, Ricky Martin, Penélope Cruz, Annaleigh Ashford, Giovanni Cirfiera, Dascha Polanco, Will Chase, Cody Fern, Mike Farrell, Max Greenfield, Jay R. Ferguson, Finn Wittrock, José Zuniga, Tara Summers, Judith Light, Jon Jon Briones, Joe Adler, Cathy Moriarty, Nico Evers-Swindell, Jack Stehlin.

American Crime Story - O Assassinato de Gianni Versace

Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia

Ótimo

85