Crítica: The People v. O. J. Simpson - American Crime Story | Cinematecando

Posted On 24/02/2017 By In Críticas - Séries, Séries

Crítica: The People v. O. J. Simpson – American Crime Story

O ano é 1994. A ex-mulher do famoso jogador de futebol americano Orenthal James Simpson, Nicole Brown, e um amigo são assassinados dentro da casa dela. Não demora muito para que todas as suspeitas e evidências apontem para O.J. Simpson, o ex-marido abusivo que não lida nada bem com o fim do casamento. Logo em seguida, O.J. é preso preventivamente e inicia o processo que ficou conhecido como o Julgamento do Século, não só pela sua duração (ao todo foram 372 dias de julgamento), mas pela forma como a mídia lidou com o fato.

Quando se lê American Crime Story, é de se imaginar que a série irá contar sobre um crime – o que ela faz, mas o foco real é o julgamento, os jogos de poder da mídia e os meios nada ortodoxos dos advogados (entre eles Robert Kardashian, que nem sonhava que sua família um dia seria tão famosa quanto hoje). É exatamente por se desprender da narrativa do crime que a série, baseada no livro de Jeffrey Toobin sobre o assunto, prende o espectador, que assiste e espera ansiosamente os próximos episódios torcendo por seus personagens favoritos, na esperança de que a justiça seja feita, por mais que a história sendo real e tendo acontecido há pouco mais de 20 anos.

O elenco principal masculino dá espaço para rostos muito famosos que não víamos em grandes produções nos últimos anos, como Cuba Gooding Jr., John Travolta e David Schwimmer, que estão excelentes em seus respectivos papéis. Mas não tem como não falar sobre o fato de Sarah Paulson, a única protagonista mulher, roubar todas as cenas para ela. Sua interpretação é de uma intensidade incomparável e faz com que a pessoa assistindo sinta os mesmos sentimentos de sua personagem.

A história que a produção se propõe a contar ainda é importante e relevante mesmo em 2017, pois trata de relacionamentos abusivos, violência doméstica, racismo, jogo midiático e, acima de tudo, questiona a justiça que promete nos defender, mas que muitas vezes privilegia quem tem dinheiro.

Lançada em 2016, a primeira temporada da série conta com 10 episódios e foi originalmente exibida pelo canal FX. Ela fez com que Sarah Paulson ganhasse muitos prêmios por sua atuação e, enfim, chegou ao catálogo da Netflix neste mês. As próximas duas temporadas trarão como tema o furacão Katrina, que aconteceu em 2005, e o assassinato de Gianne Versace, de 1997. A previsão de estréia da próxima temporada é 2018.

FICHA TÉCNICA
Ano: 2016
Criação:  Larry Karaszewski e Scott Alexander
Elenco: Sterling K. Brown, Kenneth Choi, Christian Clemenson, Cuba Gooding Jr., Bruce Greenwood, Nathan Lane, Sarah Paulson, David Schwimmer, John Travolta, Courtney B. Vance, Selma Blair

O ano é 1994. A ex-mulher do famoso jogador de futebol americano Orenthal James Simpson, Nicole Brown, e um amigo são assassinados dentro da casa dela. Não demora muito para que todas as suspeitas e evidências apontem para O.J. Simpson, o ex-marido abusivo que não lida nada bem com o fim do casamento. Logo em seguida, O.J. é preso preventivamente e inicia o processo que ficou conhecido como o Julgamento do Século, não só pela sua duração (ao todo foram 372 dias de julgamento), mas pela forma como a mídia lidou com o fato. Quando se lê American Crime Story, é de se imaginar que a série irá contar sobre um crime - o que ela faz, mas o foco real é o julgamento, os jogos de poder da mídia e os meios nada ortodoxos dos advogados (entre eles Robert Kardashian, que nem sonhava que sua família um dia seria tão famosa quanto hoje). É exatamente por se desprender da narrativa do crime que a série, baseada no livro de Jeffrey Toobin sobre o assunto, prende o espectador, que assiste e espera ansiosamente os próximos episódios torcendo por seus personagens favoritos, na esperança de que a justiça seja feita, por mais que a história sendo real e tendo acontecido há pouco mais de 20 anos. O elenco principal masculino dá espaço para rostos muito famosos que não víamos em grandes produções nos últimos anos, como Cuba Gooding Jr., John Travolta e David Schwimmer, que estão excelentes em seus respectivos papéis. Mas não tem como não falar sobre o fato de Sarah Paulson, a única protagonista mulher, roubar todas as cenas para ela. Sua interpretação é de uma intensidade incomparável e faz com que a pessoa assistindo sinta os mesmos sentimentos de sua personagem. A história que a produção se propõe a contar ainda é importante e relevante mesmo em 2017, pois trata de relacionamentos abusivos, violência doméstica, racismo, jogo midiático e, acima de tudo, questiona a justiça que promete nos defender, mas que muitas vezes privilegia quem tem dinheiro. Lançada em 2016, a primeira temporada da série conta com 10 episódios e foi originalmente exibida pelo canal FX. Ela fez com que Sarah Paulson ganhasse muitos prêmios por sua atuação e, enfim, chegou ao catálogo da Netflix neste mês. As próximas duas temporadas trarão como tema o furacão Katrina, que aconteceu em 2005, e o assassinato de Gianne Versace, de 1997. A previsão de estréia da próxima temporada é 2018. FICHA TÉCNICA Ano: 2016 Criação:  Larry Karaszewski e Scott Alexander Elenco: Sterling K. Brown, Kenneth Choi, Christian Clemenson, Cuba Gooding Jr., Bruce Greenwood, Nathan Lane, Sarah Paulson, David Schwimmer, John Travolta, Courtney B. Vance, Selma Blair

The People V. O. J. Simpson - American Crime Story

Direção
Roteiro
Elenco
Produção/Fotografia

Excelente

90