Críticas - Lançamentos | Cinematecando
Lágrimas no escuro À essa altura parece impossível que a Warner lance um filme de terror sem que este esteja minimamente ligado à franquia Invocação do Mal. Não importa se a referência seja importante para a trama ou irrelevante, vale tudo para tentar criar um sentido maior a uma produção que, no caso A Maldição da Chorona, no fundo só quer ser uma boa história de terror – como se este objetivo já não fosse mais suficiente. Então coloca-se como personagem secundário, em não mais que duas cenas, o mesmoRead More
O que vem depois das aparências? Logo nas primeiras cenas, After já mostra ao que veio: trata-se de um filme com temática sobre adolescentes recém-chegados à vida adulta. E, como se não bastasse, com direito ao famigerado conflito entre a vida idealizada pela família e um relacionamento amoroso que promete tirar a pessoa da matrix, tal qual o mito da caverna, mas mostra ter problemas importantes também. A obra, dirigida por Jenny Gage, é uma adaptação do best seller de Anna Todd, por sua vez derivada de uma fanfic, eRead More
O fascínio de instigar Se eu pudesse, não classificaria o novo filme de Luca Guadagnino como um “remake” do clássico de Dario Argento, embora seja assumidamente uma nova versão do filme de 1973. Por fim temos pouquíssimos elementos que nos remetem ao primeiro longa, como parte do enredo e da ambientação, mas fora a inevitável expectativa de superar (ou pelo menos alcançar) o feito de seu antecessor, o filme pouco se correlaciona com o sobrenatural da mesma forma que o filme de Argento, e extrapola sua temática e seu horrorRead More
Quando presente e futuro se encontram O que você faria se pudesse se encontrar com a sua versão mais jovem? Você tentaria corrigir decisões que à época pareciam ser plausíveis, mas se revelariam posteriormente como erros de grandes proporções? Ou, se você encontrasse o seu “eu” mais velho, daria ouvidos ao que ele tentaria dizer para evitar consequências superdesagradáveis ou o ignoraria, pois julgaria que aquilo tudo poderia se tratar de uma história sem pé, nem cabeça? Pois bem, esta é a premissa de Quando Margot Encontra Margot, longa-metragem dirigidoRead More
Gente como a gente “Se você pudesse escolher entre voar e ser invisível, o que escolheria?”. Não precisa ser fanático por quadrinhos para já se ter feito essa pergunta pelo menos uma vez na vida. Ela está no roteiro de Shazam!, quando o jovem entusiasta da cultura geek Freddie Freeman (Jack Dylan Grazer) propõe a questão a Billy Batson (Asher Angel), sem saber que logo o garoto terá superpoderes à disposição. O filme é o mais próximo que o Universo Cinematográfico DC já esteve do mundo real, justamente por seRead More
Amar até as últimas consequências Se tivesse sido produzido há 20 anos, é bem possível que O Retorno de Ben, filme dirigido por Peter Hedges (que tem no currículo outras longas sobre famílias em conflito,Do Jeito que Ela É e Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada), tivesse viés maniqueísta e mensagem que flertaria com o moralismo barato para abordar um tema cuja complexidade nos aspectos psicológico e social são extremas. A trama retrata a volta de Ben (Lucas Hedges), jovem dependente químico e com passado criminoso, para a casa deRead More
Nosso maior e pior inimigo O comediante Jordan Peele ganhou atenção mundial dos cinéfilos no ano de 2017, com o lançamento de seu premiado (incluindo Melhor Roteiro Original no Oscar de 2018) terror psicológico, Corra!. Toda sua criatividade gerou altas expectativas para o seu novo filme de terror, o aguardado Nós. Sua nova obra promete gerar reflexões sobre seus simbolismos e metáforas, uma vez que se trata de uma história tão singular, vinda de um diretor conhecido por trazer críticas ferrenhas sobre o pior que existe em nós, enquanto brincaRead More
O prazer e a ironia da vingança Estamos acostumados a ver Liam Neeson interpretando matadores frios em papéis semelhantes, mas acredite, isso não nos preparou o suficiente para a comicidade que segue seu personagem em Vingança a Sangue Frio. Embora seja um personagem que não foge muito desse padrão, o tom humorístico do filme faz com que todas cenas de ação sejam vistas de outra forma, sem que a maioria das mortes possuam tanto significado para a trama. Aqui, mais interessa como as pessoas morrem, do que quem morre. ARead More