Críticas - Lançamentos | Cinematecando
Realidades falsas para pessoas reais O mercado de aluguel de atores para representar entes queridos, funcionários e, basicamente, qualquer pessoa com quem seja possível ter uma interação humana é algo real no Japão. No ano passado, um artigo da escritora Elif Batuman para a revista The New Yorker, traduzida na edição de dezembro pela Piauí, contou essa história, agora também reproduzida no longa Family Romance, LTDA, do veterano cineasta alemão Werner Herzog. O filme acompanha a rotina de Yuichi Ishii, dono da empresa que proporciona essas experiências, contratado pela mãeRead More
Tempo de redescobertas O nome do filme dirigido pela dupla Marília Hughes e Cláudio Marques diz muita coisa. Guerra de Algodão coloca em rota de colisão uma avó, Maria (Thaia Perez), e sua neta adolescente, Dora (Dora Goritzki), despachada para o Brasil repentinamente após passar boa parte de sua ainda jovem vida morando com a mãe na Alemanha. A tensão entre as duas se dá mais pelo silêncio do que por um clima bélico, o que sugere um confronto pouco explosivo, demonstrado em pequenas atitudes. Condenada a revisitar suas origens,Read More
Raízes da discórdia Durante uma viagem de carro, para guardar uma distância com a qual se sinta confortável do pai, Ömer (Ali Atay) arma um problema na porta do passageiro do carro que dirige, para que Ibrahim (Haluk Bilginer), já em idade avançada, não sente ao seu lado. A cena, que beira o cômico, é reveladora do estado da relação entre os dois protagonistas no começo de Terra Sagrada. No longa de estreia do cineasta turco Cenk Ertürk o filho leva o pai, padecendo de uma doença crônica, à cidadeRead More
Um retorno capenga Sucesso relativamente inesperado em 2009, Zumbilândia ganha uma sequência dez anos depois apostando no que deu certo no filme original: o entrosamento do elenco. O carismático Woody Harrelson volta ao papel do durão Tallahasse, enquanto Jesse Eisenberg e Emma Stone (desde então consagrada com um Oscar e outros prêmios) retomam o casal Columbus e Wichita. Do quarteto principal, apenas Abigail Breslin perdeu prestígio em Hollywood na última década, cada vez mais distante da garotinha de Pequena Miss Sunshine, o que se reflete em perda de tempo deRead More
Horror com pretexto, mas desconexo O diretor Dennison Ramalho é uma personalidade já conhecida no meio audiovisual de terror nacional pela direção de curtas como Amor Só de Mãe (2003) e Ninjas (2011), além do roteiro do longa Encarnação do Demônio (2008) que marcou a volta de José Mojica Marins às telas como o famoso Zé do Caixão. Aqui, Denisson, em sua estreia na direção de longas, dá espaço para um relato urbano-social que se apoia totalmente em uma abordagem de terror sobrenatural com toques de suspense psicológico que oraRead More
Muitos filmes num só. Todos ótimos Estamos vivendo a era da família asiática disfuncional e o Festival de Cannes está amando isso. Se, em 2018, a Palma de Ouro ficou com o japonês Assunto de Família, no qual cidadãos sem parentesco sanguíneo formam um clã inusitado, em 2019 foi a vez do prêmio principal da competição ir para Parasita, da Coreia do Sul, que narra a história de pai, mãe, filho e filha fingindo não se conhecer para aplicar um elaborado golpe. O filme dirigido por Bong Joon-Ho (de ORead More
Redefinindo o conceito de conflito Apostar em um vilão completo e popular como o Coringa para trazer à tona uma das abordagens mais icônicas e intimistas sobre conflitos internos e externos que o cinema já viu foi obviamente uma jogada perfeita do diretor e roteirista Todd Phillips e de seus produtores. Ao longo de duas horas de material audiovisual, presenciamos, sentimos, e nos emocionamos com muito mais que um simples filme sobre qualquer vilão pode nos dizer. Por meio de uma visão crítica, com o mínimo de expositividade possível, porémRead More
Onde o entusiasmo e o soturno se encontram Antes de mais nada, apesar do que sugerem as expectativas e o marketing de divulgação em torno do filme, é importante ter em mente que Midsommar é, em seu propósito narrativo, uma obra completamente diferente de Hereditário. Temos sim semelhanças de ritmo, abordagem, estrutura e até de construção de cenas, mas o “coração” de ambos os longas busca transmitir mensagens distintas, que se não forem separadas desde o início, podem não surtir todo o efeito pretendido pela trama. O novo longa deRead More