Com um cenário atual em que o significado de arte é amplamente discutido no Brasil, Manifesto não poderia ter escolhido um momento tão pertinente para ser lançado em nosso país. Dirigido por Julian Rosefeldt e estrelado por Cate Blanchett, o filme traz textos de arte sendo interpretados de 13 formas diferentes pela atriz. O modernismo, dadaísmo, futurismo, Fluxus, Dogma 95 (que teve Lars Von Trier como um dos autores), são apenas alguns dos movimentos abordados durante o filme. Diferente do padrão, Manifesto não tem um roteiro. Não há ação central,Read More
Este filme faz parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Obras de arte tem o dom dúbio de seduzir e repelir. Entre tantas coisas, The Square aborda o atual estado da arte, que se encontra em uma profunda crise de identidade não só aqui, mas pelo mundo todo. Claro, essa impopularidade não é inteiramente da responsabilidade de artistas e museus, mas também de uma intolerância que vem sendo alimentada. Como poderia a arte voltar a seduzir, se não impactar positivamente? A história segue Christian (ClaesRead More
Este filme faz parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. A não ser que seja versado na filmografia da argentina Lucrecia Martel ou esteja disposto a uma experiência bastante elusiva, Zama pode ser um filme praticamente impenetrável. É o que aconteceu no meu caso, mesmo já sabendo da monotonia de suas quase duas horas. Baseado no livro homônimo de Antonio DiBenedetto, Zama relata o fim do período em que Dom Diego de Zama esteve a serviço da coroa espanhola em terras paraguaias, aguardando seu retornoRead More
Este filme faz parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Não me recordo de nenhum longa recente que desfira tamanho soco contra o capacitismo quanto o húngaro Morte Sobre Rodas. Comédia subversiva com momentos de drama sombrio, o filme do diretor Attila Till acaba apostando em clichês e uma reviravolta final que quase o anula, mas ainda assim ocupará a memória do espectador por sua perspectiva única. Zolika (Zoltán Fenyvesi) e Barba (Ádám Fekete) são dois adolescentes que vivem em um centro de tratamento paraRead More
Este filme faz parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Ungatz. Nada. É o que discutem os personagens de Harry Dean Stanton e John Darren em certo momento do filme Lucky, estreia na direção do ator John Carroll Lynch e o adeus cinematográfico de Stanton, falecido ainda no mês passado. Sucesso no festival SXSW, em Austin, o longa está longe de ser um ungatz, e ainda conta com atores de peso como Tom Skerrit, Barry Shabaka Henley, Beth Grant e até mesmo David Lynch. NoRead More
Este filme faz parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. O subgênero do thriller de sobrevivência está mais que repleto de exemplares. Alguns favorecem a ação, como Limite Vertical, outros flertam com o íntimo, como em 127 Horas, e outros ainda mesclam o entretenimento com emoções maduras, como A Perseguição. Em Retirada, dirigido pelos irmãos Alex e Andrew Smith, encaixa-se na segunda categoria e ainda assim desafia expectativas. O enredo, inicialmente, soa óbvio. Um garoto (Josh Wiggins) vai passar um tempo com o pai (MattRead More
Este filme faz parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Iniciar um filme com o letreiro de “Baseado em Fatos” pode muito bem prejudicar sua veracidade. O Motorista de Táxi, indicado da Coreia do Sul ao Oscar, começa como pastiche, transforma-se em drama e culmina em thriller de ação. Há situações artificiais: o vilão, no último segundo, é impedido de matar o mocinho; o clímax vem na forma de uma cena de ação automobilística, acompanhada por frases de efeito e uma trilha épica. Poderia terRead More
O melhor a se fazer, antes de assistir a qualquer filme, é estar com a mente aberta. Ainda assim, admito que queria ter visto um filme ótimo em Thor: Ragnarok. O motivo para isso é minha admiração pelo talento do diretor Taika Waititi (O que fazemos nas sombras), e, apesar de ver outros blockbusters falharem nas mãos de diretores indie, talvez a pegada assumidamente cômica prometida pelos trailers de Ragnarok indicasse que o cineasta neozelandês estaria à vontade com o material. Infelizmente, há o elefante na sala chamado Marvel Studios.Read More