Críticas - Séries | Cinematecando
Estabelecer comparações entre Dark (primeira série alemã original Netflix) e a famosíssima Stranger Things apenas levando em consideração o fato de ambos girarem em torno do desaparecimento de pessoas, é quase cometer um crime de análise. As duas séries se inserem em contextos, gêneros, propostas e abordagens diferentes, mas se podemos dizer que ambas possuem algo em comum, é o fato de serem extremamente cativantes. Enquanto Matt Duffer e Ross Duffer (criadores de Stranger Things) estimulam o espectador com um roteiro dinâmico que se apoia na nostalgia dos anos 80Read More
É possível que Michelle Dockery escolha a dedo seus papéis em prol do vislumbre visual proposto pela obra? Claramente nem seus filmes, ou mesmo séries, possuem apelo artístico tão chamativo, mas depois de Downtown Abbey, série britânica com um dos melhores e mais apurados designs de produção já vistos na televisão, a atriz se aventurou em outro seriado, dessa vez americano, sendo sua direção de arte o maior prazer captado pelo espectador. Mas se a família aristocrática inglesa mais famosa da televisão tinha um roteiro mais “novelesco”, a nova sérieRead More
Série produzida por Seth Rogen mistura viagem no tempo com comédia – e o resultado é certeiro! O Cinematecando conferiu os dois primeiros episódios da série Future Man, distribuída pelo serviço de streaming Hulu nos Estados Unidos, mas que no Brasil será apresentada através do canal Fox Premium 2 a partir de 28 de novembro, às 22h45! Dirigida e produzida por Seth Rogen (A Entrevista) e Evan Goldberg (Superbad – É Hoje), a série apresenta Josh Hutcherson (de Jogos Vorazes) no papel de Josh Futturman. Porteiro de dia e jogador de videogame à noite, o jovem zeraRead More
Depois de todo mundo se apaixonar por Frank Castle (Jon Bernthal) na segunda temporada de Demolidor, uma série fresquinha de 13 episódios dedicada somente a ele finalmente estreou depois de muita espera e expectativa. Será que O Justiceiro é tudo aquilo que prometeram? A trama se inicia alguns meses após o fim da segunda temporada de Demolidor. Frank está foragido e se escondendo atrás do nome “Pete Castiglione”, trabalhando como construtor. Seu principal objetivo continua sendo matar todos os responsáveis pelo brutal assassinato de toda sua família – e ele está maisRead More
É quase impossível ficarmos um mês sequer sem alguma produção original Netflix, e nas últimas semanas tivemos (além da tão esperada segunda temporada de Stranger Things) grandes atrações, como as primeiras temporadas de Mindhunter e Alias Grace, além dos filmes Wheelman e 1922. Depois de todas essas joias, o pensamento que prevalece é que não haveria problema se a distribuidora tropeçasse em alguma produção a seguir, pois seria normal. Mas quando a Netflix compra os direitos da recente minissérie The Sinner, até então exibida originalmente no canal USA Network, fazRead More
Em sua midseason finale, Star Trek – Discovery entrega batalhas empolgantes e mistérios promissores.  Cá estamos: Star Trek – Discovery encerrou a primeira parte de sua temporada de estreia com Into the Forest I Go, um capítulo cheio de tensão e mistérios que deixa aquele gostinho de quero mais, com direito a cliffhangers (desta vez, bem melhores que o deixado no episódio anterior). Esta midseason finale tem seu início com o capitão Lorca (Jason Isaacs) e sua equipe procurando uma maneira de salvar a raça alienígena encontrada em Pahvo enquantoRead More
A uma semana de sua midseason finale, Star Trek – Discovery se prepara para a guerra. O oitavo episódio de Star Trek – Discovery, Si Vis Pacem, Para Bellum, é o mais próximo até agora de uma das fórmulas mais comuns da série clássica: personagens pousam em um planeta desconhecido, um mistério segue e no fim é revelada a verdadeira natureza do local. Sendo Trek, os fãs mais habituados já podem se preparar para qualquer coisa. Qualquer coisa MESMO, afinal a Federação já se deparou até com deuses gregos, comoRead More
Um dos maiores nomes femininos da escrita parece estar ganhando ainda mais prestígio nos meios audiovisuais. A escritora Margaret Atwood, além de responsável pela escrita do romance “O Conto da Aia”, obra que originou a recente e aclamada série The Handmaid’s Tale da Hulu, também escreveu o livro “Alias Grace”, que inspirou a nova minissérie homônima distribuída pela Netflix. Após conferir aos 6 episódios (de 45 minutos cada), posso afirmar que Atwood tem o dom de inspirar diamantes televisivos fora do padrão. Com leves influências de Downton Abbey, a britânicaRead More