Festival de Finos Filmes completa cinco anos e reforça curtas como objeto de reflexão sociopolítica | Cinematecando

Posted On 23/05/2018 By In Notícias

Festival de Finos Filmes completa cinco anos e reforça curtas como objeto de reflexão sociopolítica

Os curtas serão exibidos nas salas do Museu da Imagem e do Som (MIS-SP), Matilha Cultura e Caixa Belas Artes

Quatorze curtas-metragens, divididos em quatro sessões temáticas – todas elas seguidas de conversas com figuras proeminentes no país. Atrizes, músicos, empresários, arquitetos chamados a debater destacadas produções de curta-metragem no Festival de Finos Filmes.

Em quatro dias de junho, com curadoria do cineasta Felipe Arrojo Poroger, o evento ocupará as salas do Museu da Imagem e do Som (MIS), Caixa Belas Artes e Matilha Cultural.


Confira a programação:

04.06.2018 – Abertura | Caixa Belas Artes | Videoclipe e Cinema: Lançamento do Videoclipe de “Recomeçar”, de Tim Bernardes  – Integrante da banda O Terno, Tim vem ao festival lançar o videoclipe da música “Recomeçar” (dir: André Dip e José Menezes), canção que dá nome ao seu premiado álbum solo lançado em 2017. Na ocasião, serão exibidos também cinco videoclipes nacionais e internacionais escolhidos pelo músico. Após a sessão, um bate-papo com Tim sobre música, artes e cinema. Mediação do diretor do festival, Felipe Arrojo Poroger.

09.06.2018 | Museu da Imagem e do Som (MIS) | 16h – Debate I: Elas e o Cinema –  Quatro curtas-metragens, ficções, documentários, nos quais os dilemas profissionais, sociais e afetivos são pensados sob a ótima feminina. A sessão será seguida de debate com participação da atriz Camila Márdila (“Que Horas Ela Volta”?, a professora da FAU-USP Marta Bogea e a escritora Bianca Santana (“Quando Me Descobri Negra”).  Mediação da editora literária Rita Mattar.

  • Curtas-metragens exibidos na sessão:  Vaca Profana, de René Guerra (SP),  Azul Vazante, de Julia Alquéres (SP), Demônios de Virgínia , de Gabriela Richter Lamas (RS)Luiza, de Caio Baú (SP)Adeus à carne, de Julia Anquier (RJ).

10.06.2018 | Museu da Imagem e do Som (MIS) | 14h – Debate II: Ética e o Cinema – Quatro-metragens que retratam os desafios de se lidar com aquilo que é diferente de nós. Ética, alteridade, diversidade em jogo. Mediação de Felipe Arrojo Poroger. Convidados a confirmar.

  • Curtas-metragens exibidos na sessão:  A Gis, de Thiago Carvalhaes (SP), Vestido de Myriam, de Lucas H. Rossi (RJ), Castigo, de  Lucas Maia (RJ), Subcutâneo, de Carlos Segundo (MG),

10.06.2018 | Museu da Imagem e do Som (MIS) | 17h – Debate III: A Cidade e o Cinema –   Cinco curtas-metragens, cinco retratos diversos da relação entre sujeito e cidade Para debatê-los, o empresário Facundo Guerra e o músico Maurício Pereira. Mediação de Pedro Beresin, professor da Escola da Cidade, faculdade de arquitetura.

  • Boca de Fogo, de Luciano Pérez Fernández  (SP), Namoro à Distância, de Carolina Markowicz (SP), Que Tal a Vida, Camaradas?, de Luis Felipe Labaki (SP), Gaiola, de Victor Fisch (SP), Minha Palavra é Minha Cidade, de Taynara Pretto (AL)

16.06.2018 | Matilha Cultural | Maratona V Festival de Finos Filmes |

16h, 17h30, 19h

Exibição dos quatorze curtas-metragens da seleção oficial do festival.

  • Sessão I (Elas e o Cinema) – 15h

Vaca Profana, de René Guerra (SP),  Azul Vazante, de Julia Alquéres (SP), Demônios de Virgínia, de Gabriela Richter Lamas (RS)Luiza, de Caio Baú (SP)Adeus à carne, de Julia Anquier (RJ)

  • Sessão II (Ética e o Cinema) – 16h30

Vestido de Myriam, de Lucas H. Rossi (RJ), A Gis, de Thiago Carvalhaes (SP), Castigo, de  Lucas Maia (RJ), Subcutâneo, de Carlos Segundo (MG)

  • Sessão III (A Cidade e o Cinema) – 18h

Boca de Fogo, de Luciano Pérez Fernández  (SP), Namoro à Distância, de Carolina Markowicz (SP), Que Tal a Vida, Camaradas?, de Luis Felipe Labaki (SP), Gaiola, de Victor Fisch (SP), Minha Palavra é Minha Cidade, de Taynara Pretto (AL)


O Festival de Finos Filmes é uma realização da produtora Finos Filmes, com apoio do MIS – Museu do Imagem & Som, Cine Caixa Belas Artes, Matilha Cultural e O2 Pós. Mais informações em facebook.com/finosfilmes e instagram @finosfilmes.

Perfil do Curador | Felipe Arrojo Poroger – Formado em Cinema (FAAP) e Filosofia (USP). Seus cinco curtas-metragens passaram por mais de 60 festivais, dentre eles o Festival do Rio, Gramado, É Tudo Verdade, Mar del Plata, Cine-PE, Olhar de Cinema, Curta Brasília, além de exibições especiais na Cinemateca de Paris, Universidade de Harvard e outros. Nesse percurso, são 11 prêmios acumulados. É diretor do Festival de Finos Filmes, mostra paulistana de curtas, além de ter sido membro da curadoria internacional do Festival Int’l de Curtas de SP (Kinoforum). Trabalhou na Bossa Nova Films (roteiro/direção), desenvolveu roteiros para a O2 Filmes: o último deles foi a animação “Sob o Véu da Vida Oceânica”, dirigida por Quico Meirelles, e que venceu os quatros prêmios nacionais principais do 25º Anima Mundi.

Jornalista especializada em cinema. Fundadora e editora-chefe do Cinematecando. Trabalhou como assessora de imprensa na 41ª edição da Mostra Internacional de Cinema e apresenta o canal do site no YouTube.