Filmes | Página 108 de 120 | Cinematecando

Recent Posts

Posted On setembro 21, 2016By Barbara DemerovIn Filmes, Rebobinando

Rebobinando: 12 Homens e Uma Sentença (1957)

Sidney Lumet foi um dos maiores diretores de todos os tempos. Ele presenteou o cinema com obras inesquecíveis, como: Um Dia de Cão, Serpico e Rede de Intrigas. Mas na sessão Rebobinando desta semana, falaremos sobre uma obra especial que ficou marcada justamente pela sua simplicidade e serve como a prova de que, para um filme ser excelente, um bom roteiro e uma boa direção são mais do que suficientes. Estamos falando de… 12 HOMENS E UMA SENTENÇA (1957) Dirigida por Lumet (seu primeiro filme!) e escrita por Reginald Rose, aRead More

Posted On setembro 21, 2016By Giovanna ArrudaIn Séries

5 motivos para assistir Marvel – Luke Cage

No dia 30 deste mês, a Netflix irá disponibilizar a terceira série produzida em parceria com a Marvel: Luke Cage, estrelada por Mike Colter. Depois de Demolidor e Jessica Jones, Luke Cage surge para deixar o universo Nova Iorquino maior e mais completo e, claro, para preparar terreno para as próximas séries Punho de Ferro e Os Defensores, que são frutos dessa tão bem-sucedida parceria. Se você ainda está em dúvida se vai assistir Luke Cage ou não, nós listamos os 5 principais motivos pelos quais você não pode perder nenhumRead More

Posted On setembro 20, 2016By Barbara DemerovIn Notícias

Entrevista com Ettiene Comar, roteirista do filme Meu Rei

O filme Meu Rei estreia em circuito nacional nesta quinta-feira (22), e abaixo você confere uma entrevista exclusiva com o roteirista do filme, Ettiene Comar. Em Meu Rei, depois de um grave ferimento no joelho, Marie Antoinette Jézéquel, conhecida como Tony, se muda para o sudoeste da França para realizar um longo tratamento capaz de ajudá-la a caminhar normalmente. Mas esta não é a sua maior dor: ela ainda amarga um relacionamento infeliz com Georgio Milevski, um homem violento e possessivo com quem tem um filho. Aos poucos Tony consegueRead More
Não é só anime ou mangás. Muito menos apenas filmes de terror altamente assustadores que me deixam semanas sem dormir. O Japão é isso, mas não é SÓ isso. Mas, aos 18, eu achava que era. Stephen King sempre foi um dos meus autores preferidos e, durante 2010 e 2012, os livros dele eram as únicas coisas que eu conseguia – e queria – ler. Por mais que a maioria das histórias do King seja de terror (eu morro de medo), o que mais me chama a atenção é aRead More

Posted On setembro 19, 2016By Barbara DemerovIn Críticas - Lançamentos

Crítica: O Silêncio do Céu

Logo em sua cena inicial, O Silêncio do Céu já nos mostra a tensão e a sensação de incômodo que leva consigo: a personagem Diana (Carolina Dieckmann) é estuprada em sua própria casa por dois homens, e seu marido acaba vendo toda a cena – porém, ele fica paralisado ao ver que eles estão armados. Com medo de interceder e algo der (mais) errado, Mario (Leonardo Sbaraglia) não faz nada. Assim como os espectadores, ele apenas testemunha um ato horrendo e traumático, elaborado em uma sequência com jogos de cena que resultamRead More

Posted On setembro 18, 2016By RedaçãoIn Séries

Nossas apostas para o Emmy Awards 2016

O Emmy Awards acontece hoje, e aqui estão as nossas apostas sobre as principais categorias da noite! Melhor série drama: Game of Thrones Ultrapassando a série de livros em que foi baseada, Game of Thrones entregou em seu sexto ano sua melhor temporada. Com episódios épicos e inesquecíveis, a série deve sair vencedora na categoria melhor drama pelo segundo ano consecutivo, deixando para trás o concorrente fortíssimo Mr. Robot. Um prêmio mais do que justo para a melhor e mais comentada série da atualidade. Melhor ator em série dramática: Rami MalekRead More

Posted On setembro 17, 2016By Barbara DemerovIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Meu Rei

Em determinada cena de Meu Rei (Mon Roi), da diretora francesa Maïwenn, o personagem Georgio (Vincent Cassel), em um diálogo forte, explica para sua mulher Tony (Emmanuelle Bercot) sua visão de relacionamento: uma relação que possui altos e baixos é algo “cardíaco”, que traz emoção; já aquela que é conduzida em uma linha reta, não significa que a pessoa está vivendo, é algo totalmente sem graça. Essas palavras esclarecem bem o que Meu Rei expõe aos espectadores: o realismo surpreendente de um casal que tenta manter a proximidade e união vivas.Read More

Posted On setembro 16, 2016By João Pedro AccinelliIn Críticas - Catálogo

Crítica: ARQ

Para suspenses de ficção científica que prendem nossa atenção e nos faz esquecer todos os problemas pessoais, ARQ é ótimo. Por outro lado, poderia ser melhor em algumas questões temáticas que facilitariam a compreensão do espectador, que mal tem tempo para refletir durante esse agitado filme. O novo longa original Netflix, dirigido e escrito por Tony Elliott, possui elementos convidativos como: a fotografia, que usa de cores claras e frias para criar um ambiente distópico e angustiante, o qual adentramos rapidamente; os cortes oportunistas e a química entre os personagens.Read More

Posted On setembro 15, 2016By Cauê LiraIn Críticas - Lançamentos

Critica: O Homem Que Viu o Infinito

Como um jovem indiano apaixonado por números consegue deixar o subúrbio de seu país e contribuir para a evolução da matemática como conhecemos hoje, ajudando até nas pesquisas sobre buracos negros? E tudo isso no início do século passado. Esta é a cativante história – baseada em fatos reais – de Ramanujan, interpretado por Dev Patel (Quem Quer Ser Um Milionário), um entusiasta tão engajado que teve suas qualidades reconhecidas por grandes matemáticos de sua época. Ramanujan iniciou seus estudos como um autodidata na cidade de Madras. Sua paixão porRead More

Posted On setembro 14, 2016By João Pedro AccinelliIn Filmes, Rebobinando

Rebobinando: Uma Aventura na África (1951)

Como vocês sabem, o Rebobinando está de volta. E, obviamente, não poderíamos deixar de trazer ótimos filmes para indicar aos nossos queridos leitores. Desta vez, a qualidade se prova por inúmeras virtudes desta obra pouco conhecida atualmente, porém eterna nos corações dos verdadeiros cinéfilos. Deixamos vocês com uma análise pontual do marcante e memorável… UMA AVENTURA NA ÁFRICA (1951) Como vários outros filmes do período, este possuiu sua versão em preto e branco e também uma versão com cores. Ambas conseguem atingir o espectador em cheio com um roteiro estimulante,Read More