Filmes | Página 2 de 125 | Cinematecando

Recent Posts

Quem procura uma distração na Netflix  para o fim de semana, é bom passar longe de Olhos que Condenam. A minissérie é fortemente não recomendada para quem busca o sono dos justos, também conhecido como autoengano. A minissérie de Ana DuVernay é uma mola propulsora das revoltas mais agudas para quem vive em 2019 – e olha que a história, baseada em fatos reais, é de 1989, e a concorrência 30 anos depois é considerável. O que irrita nos quatro capítulos da série é que, se você tem qualquer referênciaRead More

Posted On junho 15, 2019By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Dor e Glória

Confissões de Almodóvar As roupas coloridas e o penteado com cabelos em pé logo denunciam. O cineasta Salvador Mallo, protagonista vivido por Antonio Banderas em Dor e Glória, é um alter-ego nada disfarçado de Pedro Almodóvar, o mais celebrado dos diretores espanhóis. Prestes a completar 70 anos, o autor de A Pele Que Habito, Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos e Fale Com Ela faz seu filme mais confessional, mesmo que já tenha usado elementos de sua biografia em obras anteriores. E pouco importa saber se coisas comoRead More

Posted On junho 13, 2019By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Graças a Deus

Quando a Igreja peca À medida em que casos de abusos sexuais de menores cometidos por padres católicos ficam mais frequentes no noticiário mundial, cresce o número de produções audiovisuais sobre o assunto. O chileno O Clube, de Pablo Larraín, e o norte-americano Spotlight – Segredos Revelados, vencedor do Oscar em 2016, são dois dos exemplos mais conhecidos. O primeiro foca no isolamento de padres acusados desses e outros crimes, enquanto o mais famoso acompanha a investigação de jornalistas para publicar uma série de reportagens a respeito de atos cometidosRead More
Retomada capenga Ternos impecáveis. Óculos escuros. Um aparelho capaz de apagar memórias recentes. Armas de visual excêntrico. Aliens falastrões. Todos esses elementos fazem parte da mitologia de MIB – Homens de Preto e aparecem em profusão neste quarto filme da franquia, lançado sete anos depois do anterior. Falta, porém, uma parte importante da equação: a parceria Will Smith e Tommy Lee Jones, que deixaram suas marcas na série de filmes. A escolha da dupla substituta era fundamental, e nesse aspecto MIB – Homens de Preto Internacional acerta apenas pela metade.Read More

Posted On junho 11, 2019By João Pedro AccinelliIn Críticas - Séries, Séries

Crítica: Black Mirror (5ª Temporada)

Menos humanos e mais conectados Como nos últimos anos, a Netflix disponibiliza uma nova temporada de Black Mirror para que os fãs possam matar sua sede de assistir situações aparentemente incomuns (ainda que não impossíveis) envolvendo tecnologia, interpessoalidade, e apontamentos críticos à alienação social. O nome que a famosa série britânica carrega ainda é capaz de fazer praticamente qualquer espectador entregar suas atenções à qualquer episódio escrito por Charlie Brooker, independentemente do histórico de erros do roteirista. A nova temporada é mais uma composta por altos e baixos. De início,Read More

Posted On junho 10, 2019By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Obsessão

Suspense requentado Você provavelmente vai reconhecer algo de familiar na sinopse: jovem garçonete passa a ser perseguida por uma solitária mulher mais velha, que gradativamente toma atitudes mais violentas à medida que se vê rejeitada. A Mão que Balança o Berço, suspense de 1992, Obsessiva, estrelado por Idris Elba e Beyoncé em 2009, e Paixão Obsessiva, que colocou Rosario Dawson e Katherine Heigl frente a frente em 2017, são alguns destes exemplos. Obsessão já larga em desvantagem por não ser exatamente um enredo dos mais originais, por isso aposta emRead More

Posted On junho 5, 2019By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: X-Men: Fênix Negra

Despedida em fogo brando “Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. O mantra que apareceu já quase vinte anos atrás, no primeiro filme do Homem-Aranha, pode ser usado para descrever praticamente todo longa do gênero desde então. Junto com a crise existencial que muitas vezes assola seus personagens, são comuns também situações em que estes são tomados por certo impulso a sucumbir ao chamado lado mais sombrio da força, como é o caso da trama de X-Men: Fênix Negra. Inspirado numa das tramas mais famosas nos quadrinhos dos mutantes, o longaRead More

Posted On junho 3, 2019By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Rocketman

Legado na tela Rocketman começa em tom de confissão. Vestido como uma espécie de diabo extravagante, Elton John (Taron Egerton) adentra a reunião de um grupo de apoio e vai listando seus vícios: drogas, sexo e por aí vai. O filme dirigido por Dexter Fletcher assume logo de cara ser um acerto de contas com o passado, mas com o cuidado de nunca expor por demais seu biografado a ponto dele se tornar alguém que possa causar incômodo ao espectador médio – em dois momentos, por exemplo, o protagonista seRead More
Duelo de titãs A ameaça representada por criaturas gigantescas que desafiam a hegemonia da humanidade como classe dominante do planeta sempre esteve no âmago de filmes do gênero pessoas versus monstros. Os últimos anos têm visto uma saturação do assunto, com a ressurreição da franquia Jurassic World e as voltas de Godzilla e King Kong – essas no fundo uma grande preparação para o grande embate entre os dois personagens, marcado para maio de 2020. Por mais que os roteiros tentem pegar carona nas discussões sobre natureza e ambientalismo atualmenteRead More

Posted On maio 27, 2019By Diego OlivaresIn Cine Netflix, Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: The Perfection

Sinfonia de sangue No primeiro dos quatro atos de The Perfection, um jogo de sedução entre as protagonistas Charoltte (Alisson Williams, de Corra! e da série Girls) e Lizzie (Logan Browning, da série Dear White People) garante a alta voltagem. No segundo, um certo caráter escatológico vem à tona, com menções a vômitos e diarreias, entre outras coisas. O terceiro vai no ritmo de thriller psicológico e, mais perto do final, o filme mostra sua vocação para o terror gore enquanto escancara sua mensagem alinhada a tempos de #MeToo. SeRead More