Como terceira edição do Rebobinando, apresentamos a crítica de um dos maiores clássicos da história do cinema! Um filme que marcou gerações e que está começando a ser esquecido, injustamente. A obra-prima que estamos falando é… A FELICIDADE NÃO SE COMPRA (1946) Antigo. Clássico. Preto e Branco. Comovente. Encantador.  São só algumas características de um dos filmes americanos mais reconhecidos pelo cinema, e mais amados pelos cinéfilos. Filmado logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, o filme tinha tudo para dar certo, e deu. Dispõe de um elenco competente, umRead More
Para dar início à nova sessão do Cinematecando, trazemos a crítica de um clássico da década de 50. Um dos filmes que determinaram o cinema colorido, que com um roteiro sagaz e belas atuações, consegue ser lembrado até os dias atuais. O dono da vez é… COMO AGARRAR UM MILIONÁRIO (1953) Como um dos primeiros filmes que estabeleceram o uso de cores como elemento importante de uma obra, foi também uma das primeiras chances da direção de arte mostrar seu valor através de cores marcantes e harmoniosas, e nesta obra issoRead More