Arquivos oscar | Cinematecando

oscar Tag

Posted On fevereiro 14, 2018By Barbara DemerovIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Lady Bird – A Hora de Voar

Um filme “de menina” para todos os públicos Dentre os nove filmes indicados ao Oscar de Melhor Filme em 2018, temos guerra, terror, fantasia… Mas em meio a grandiosidade que Dunkirk propaga, ou a sensibilidade de encher os olhos que A Forma da Água apresenta, temos Lady Bird. Temos Cristine. Uma garota simples, com medos, ambições e um destino tão variável quanto a vida em si. É dentro dessa aparente simplicidade que se encontra um dos roteiros mais interessantes e caprichados desta edição da grande premiação. Ao vermos a jornada de autodescoberta de Cristine/LadyRead More

Posted On fevereiro 7, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: O Insulto

Indicado do Líbano ao Oscar traz drama delicado com embalagem de filme-pipoca Sutileza é algo chave em filmes que tratam de delicados dilemas morais. O iraniano A Separação e o belga Dois Dias, Uma Noite são bons exemplos disso, permitindo que o público se envolva naturalmente com os problemas, qualidades e defeitos de seus personagens. O mesmo não pode ser dito do libanês O Insulto, indicado ao Oscar 2018 de Melhor Filme Estrangeiro. O Insulto, do diretor Ziad Doueiri, não é um filme ruim. O desenrolar de sua história, apesarRead More
Maduro e ambicioso, drama da diretora Dee Rees vai além dos feitos históricos Já falamos aqui no site sobre a importância de Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi caso este fosse de fato indicado a prêmios como o Oscar. Isso se realizou: a Academia o indicou por roteiro adaptado (Dee Rees é a primeira mulher negra indicada na categoria), canção original (para Mary J. Blige), atriz coadjuvante (também para Blige) e por fim pela direção de fotografia (Rachel Morrison é a primeira mulher a competir na categoria). No entanto, deixando aRead More

Posted On janeiro 27, 2018By João Pedro AccinelliIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: A Forma da Água

A nova obra de Guillermo del Toro é um espetáculo audiovisual, uma poesia cinematográfica e realmente tudo isso que estão dizendo O amor é algo inexplicável aos olhos de muitos. Muitos tentam resumir o amor dizendo simplesmente que é algo que não se explica, apenas se sente. É sim uma boa maneira de encarar, mas eu pessoalmente enxergo o amor como algo que vai além do sentimento. É uma abertura para algo novo, espontâneo. É uma energia que queima dentro de todos nós, e que permite que nos entreguemos totalmenteRead More

Posted On janeiro 23, 2018By Barbara DemerovIn Filmes, Notícias

Oscar 2018: Veja os indicados

A cerimônia de entrega dos prêmios será realizada em 4 de março A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou na manhã desta terça-feira (23) os filmes indicados ao Oscar 2018. Confira a lista completa! Melhor filme Me Chame Pelo Seu Nome O Destino de Uma Nação Dunkirk Corra! Lady Bird: A Hora de Voar Trama Fantasma The Post: A Guerra Secreta A Forma da Água Três Anúncios Para um Crime Melhor diretor Christopher Nolan – Dunkirk Jordan Peele – Corra! Greta Gerwig – Lady Bird: A Hora de VoarRead More

Posted On janeiro 17, 2018By Barbara DemerovIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Me Chame Pelo Seu Nome

Delicadeza e intensidade andam de mãos dadas no filme de Luca Guadagnino Ainda estamos em Janeiro, mas devo dizer que Me Chame Pelo Seu Nome já entra no patamar de melhores filmes lançados no Brasil em 2018. Estrelando pela dupla Armie Hammer e Timothée Chalamet e dirigido por Luca Guadagnino, o filme possui alguns elementos já bem conhecidos pelo público, como a descoberta do primeiro grande amor e a paixão destinada a ser inesquecível. No entanto, a aproximação de Elio (Chalamet) e Oliver (Hammer) acontece de uma maneira tão tocante, bela e real, que oRead More

Posted On dezembro 1, 2017By Douglas OliveiraIn Críticas - Catálogo

Crítica: O Lobo de Wall Street

Sexo, drogas e festa. Misture esses três ingredientes e acrescente duas colheres de comédia. Coloque no forno por três horas e aproveite o resultado. Essa é a receita do chef nova-iorquino, Martin Scorsese, para o seu filme O Lobo de Wall Street (2013), que arrancou elogios da crítica por conta do estilo politicamente incorreto e insano da história. Apertem os cintos! Scorsese na direção! O Lobo de Wall Street conta a história real de Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio), um corretor de ações que foi preso nos anos 90 por conta do seuRead More

Posted On novembro 9, 2017By Caio LopesIn Artigos, Filmes

Mudbound: a importância do novo épico da Netflix

 O drama de época da diretora Dee Rees pode mudar o jogo para a Netflix na próxima temporada de prêmios. A Netflix tem tentado consagrar seus filmes originais nas temporadas de prêmios desde a estreia de Beasts of No Nation, dirigido por Cary Fukunaga e estrelado por Idris Elba (indicado a um Globo de Ouro pelo papel). No entanto, a gigante do streaming obteve maior sucesso com documentários do que com ficções, até agora, sendo deixada de fora das categorias principais do Oscar. Mudbound, novo filme da diretora Dee Rees,Read More

Posted On setembro 29, 2017By João Pedro AccinelliIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Detroit em Rebelião

Quando um ótimo elenco se junta a um diretor competente e prestigiado, sabemos que a expectativa de que o filme seja bom é grande. E se, por fim, essa expectativa tiver sido em vão, é péssima a sensação para qualquer cinéfilo ter que admitir que o filme não é lá aquelas coisas. Contudo, é com um imenso sorriso no rosto que proclamo Detroit em Rebelião como mais um sucesso da cineasta Kathryn Bigelow, que jamais decepciona seu público e carrega consigo uma das mais sólidas e impecáveis filmografias. Seu timingRead More

Posted On março 7, 2017By Mônica BerkovichIn Artigos

O machismo presente em Hollywood

Este texto é de cunho pessoal e a opinião compartilhada aqui não é a mesma que todos compartilham no site Cinematecando Na tão esperada noite de domingo, 26 de fevereiro, foi anunciado o prêmio de Melhor Ator para o ator Casey Affleck, o qual em 2010 foi acusado de assédio sexual durante as gravações do documentário I’m Still Here. Não era surpresa ele ter ganhado, mas sim, a decepção de ter vencido na categoria (que ficou estampada na cara da atriz Brie Larson, que anunciou o vencedor). A decepção começa porRead More