Arquivos Suspense | Cinematecando

Suspense Tag

Posted On junho 5, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: As Boas Maneiras

Marco Dutra e Juliana Rojas se arriscam com filme musical de lobisomem e atingem notas marcantes Este filme fez parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Texto originalmente publicado em 31 de outubro de 2017. As Boas Maneiras, de Marco Dutra e Juliana Rojas, é tão desnorteante que já me sentei pelo menos umas duas vezes para escrever uma crítica, sem sentir que obtive sucesso. Já vou direto ao ponto: não amo, mas gosto do filme um bocado. Amo, sim, o que foi pretendido pelaRead More

Posted On abril 4, 2018By João Pedro AccinelliIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Um Lugar Silencioso

Longa dirigido – e atuado – por John Krasinski supera as expectativas e entrega porções intensas de agonia e tensão Não preciso fazer muito esforço para lembrar que a última vez que me senti tão encurralado e aflito no cinema foi ao ver os últimos minutos de Fragmentado. Todos os anos vemos no cinema (ou assistimos em casa) diversas produções de terror com suspense que mais reproduzem clichês e conceitos pré-concebidos do que realmente inovam em sua abordagem temática, o que acaba proporcionando experiências repetidas, forçando o espectador a seRead More

Posted On janeiro 27, 2018By João Pedro AccinelliIn Cine Netflix, Críticas - Catálogo, Filmes

Crítica: Vende-se Esta Casa

Netflix erra feio em thriller com história pobre, enredo caótico e personagens levianos A nossa querida Netflix não é infalível. Isso não é novidade, uma vez que de meses em meses sempre vemos alguma série ou filme original da distribuidora/produtora que decepciona muitos espectadores. Aparentemente, o primeiro grande deslize do serviço de streaming em 2018 é o thriller de suspense americano Vende-se Esta Casa, escrito e dirigido pelo casal Matt Angel e Suzanne Coote. Após a morte do pai, o adolescente Logan Wallace (Dylan Minnette) e sua mãe, Naomi WallaceRead More

Posted On novembro 26, 2017By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Thelma

Indicado ao Oscar pela Noruega, Thelma mescla horrores sobrenaturais com outros bem mais reais É de se admirar a quantidade de exemplares de gênero que, mesmo quando no lugar-comum, encontram novas facetas para esse. Este ano tivemos Personal Shopper, Ao Cair da Noite, As Boas Maneiras (nacional que ainda está para estrear), entre outros. Também encaixado na categoria está Thelma, o novo filme do norueguês Joachim Trier. O suspense / filme de formação fez parte da programação do 25º Festival Mix Brasil e agora estreia no dia 30 de novembro.Read More

Posted On novembro 22, 2017By Alexis ThunderduckIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Boneco de Neve

Boneco de neve? Que tal… bola de neve? Sim, é de se lamentar que o novo filme de Tomas Alfredson, diretor que há nove anos fascinou a todos com o belíssimo e espetacular filme sueco Deixa Ela Entrar, é o mesmo por trás de Boneco de Neve, que mostra – porque contar ou narrar está fora de questão aqui – a história do detetive Harry Hole (Michael Fassbender) ao investigar o desaparecimento de uma mulher na primeira neve do inverno, na Noruega. Ele teme que um ‘serial killer’ seja o responsável e,Read More
O talentoso casal Emily Blunt e John Krasinski se uniram em uma parceria no mínimo interessante! Krasinski (de The Office) dirige e estrela Um Lugar Silencioso ao lado de Blunt, sua protagonista. Confira o trailer do suspense – que também é produzido por Michael Bay: Embora a sinopse oficial ainda não tenha sido divulgada, a trama gira em torno de uma família que tenta se proteger dentro de um local mal assombrado. Um Lugar Silencioso tem distribuição da Paramount no Brasil e entrará em circuito em 2018. Mais informações em breve!Read More

Posted On novembro 15, 2017By João Pedro AccinelliIn Críticas - Séries, Séries

Crítica: The Sinner (1ª temporada)

É quase impossível ficarmos um mês sequer sem alguma produção original Netflix, e nas últimas semanas tivemos (além da tão esperada segunda temporada de Stranger Things) grandes atrações, como as primeiras temporadas de Mindhunter e Alias Grace, além dos filmes Wheelman e 1922. Depois de todas essas joias, o pensamento que prevalece é que não haveria problema se a distribuidora tropeçasse em alguma produção a seguir, pois seria normal. Mas quando a Netflix compra os direitos da recente minissérie The Sinner, até então exibida originalmente no canal USA Network, fazRead More

Posted On novembro 1, 2017By Alexis ThunderduckIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Terra Selvagem

O gênero faroeste, até a década de sessenta, era o mais popular dentro da indústria cinematográfica hollywoodiana. Com No Tempo das Diligências, do renomado diretor John Ford, que este gênero começou a alçar fama – assim como o ator John Wayne, que passaria a ser visto como uma estrela de cinema. De 1939 até os dias atuais, o faroeste, assim como tudo, transformou-se. Foram aparecendo diretores – de Cecil B. DeMille a John Sturges, de Howard Hawks a Anthony Mann, de Alejandro Jodorowsky a Sam Peckinpah – que apresentariam distintasRead More

Posted On outubro 27, 2017By João Pedro AccinelliIn Filmes

Crítica: Wheelman

Imagine que uma combinação entre a adrenalina de um piloto de fuga em Em Ritmo de Fuga(2017) e o peso dramático e o uso de praticamente uma única locação (um carro) como em Locke (2013). O resultado dessa combinação seria algo parecido com Wheelman, a nova produção original Netflix que chegou para animar os amantes do suspense de ação. O filme tem em si uma expressão muito enérgica, com ritmos acelerados de cena, tiros e ansiedade extrema dos personagens, mas não se prende à essas convenções de gênero, pois tambémRead More

Posted On setembro 17, 2017By Jaquelini CornachioniIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Mãe!

Caos puro. Mãe! não é um filme fácil de ser digerido. É necessário horas após a sessão para conseguir assimilar todas as situações escancaradas de maneira exibicionista no longa. Darren Aronofsky (Cisne Negro, Réquiem para um Sonho) pode não ter inovado nos temas retratados (tais como religião, política, fanatismo, egocentrismo e paixão), mas certamente inovou na maneira como tudo isso é misturado e colocado em cena. Mãe!, na verdade, parece nos jogar dentro de um grande e intenso pesadelo em que estamos o tempo inteiro nos perguntando o que estáRead More