Crítica: Jessica Jones (2ª Temporada) | Cinematecando

Posted On 20/03/2018 By In Críticas - Séries, Séries

Crítica: Jessica Jones (2ª Temporada)

Nova temporada mantém a importância da série

Nesta nova temporada que estreou neste mês de março na Netflix, Jessica Jones volta a lutar contra fantasmas do passado e busca por respostas sobre o momento em que deixou de ser uma pessoa normal e passou a ter superpoderes. Ignorando quase todos eventos acontecidos durante Os Defensores, a história começa com uma Jessica ainda mais isolada que o normal, ainda transtornada por ter matado o vilão Kilgrave, e fugindo de todas as maneiras do rótulo de super-heroína. Durante os 13 episódios da temporada, esses problemas só aumentam e se somam a muitos outros.

A série perde muito e também se perde no roteiro ao não ter um real vilão. Por muitas vezes, Jessica e sua amiga Trish estão fugindo de hipóteses sobre coisas que nem existem, e isso deixa a série maçante e com ritmo bem lento. Mas mesmo assim, as atuações que os atores principais (Krysten Ritten, Rachael Taylor e Eka Darville) entregam são intensas e são o motivo que faz com que os espectadores se conectem de alguma forma com os episódios.

Enquanto a primeira temporada girou em torno de relacionamentos abusivos, a nova temporada foca muito no complicado relacionamento com as mães, uma vez que a mãe de Trish quer tomar conta de sua vida mais uma vez e a mãe de Jessica ressurge como um fantasma após 17 anos sendo dada como morta. As duas jovens precisam controlar o misto de amor e ódio que sentem para continuarem a investigação sobre o passado de Jessica, sem que as respectivas mães estraguem tudo.

Vários elementos novos são testados nesta temporada e personagens desconhecidos são inseridos – muitos deles inúteis. A própria série faz questão de livrar-se deles com o passar dos episódios, mas o personagem mais interessante entre eles é sem dúvida Oscar, interpretado por J.R. Ramirez, novo zelador do prédio e responsável por trazer toda a humanidade e normalidade que falta na vida de Jessica.

Jessica Jones segue sendo uma série importante, intensa e com muitas coisas para falar (embora tenha se perdido um pouco dentro do roteiro desses novos episódios). Porém, pistas sobre uma terceira temporada foram deixadas no ar durante o 13º episódio, e agora só nos resta esperar para que a história da super-heroína mais antissocial da história ainda tenha fôlego para mais alguns episódios.

FICHA TÉCNICA
Criadora: Melissa Rosenberg
Diretores: Uta Briesewitz, Simon Cellan Jones e S.J. Clarkson
Roteirista: Brian Michael Bendis
Elenco: Krysten Ritter, Rachael Taylor, Eka Darville, Carrie-Anne Moss, Janet McTeer, Leah Gibson, J.R. Ramirez, David Tennant.

Nova temporada mantém a importância da série Nesta nova temporada que estreou neste mês de março na Netflix, Jessica Jones volta a lutar contra fantasmas do passado e busca por respostas sobre o momento em que deixou de ser uma pessoa normal e passou a ter superpoderes. Ignorando quase todos eventos acontecidos durante Os Defensores, a história começa com uma Jessica ainda mais isolada que o normal, ainda transtornada por ter matado o vilão Kilgrave, e fugindo de todas as maneiras do rótulo de super-heroína. Durante os 13 episódios da temporada, esses problemas só aumentam e se somam a muitos outros. A série perde muito e também se perde no roteiro ao não ter um real vilão. Por muitas vezes, Jessica e sua amiga Trish estão fugindo de hipóteses sobre coisas que nem existem, e isso deixa a série maçante e com ritmo bem lento. Mas mesmo assim, as atuações que os atores principais (Krysten Ritten, Rachael Taylor e Eka Darville) entregam são intensas e são o motivo que faz com que os espectadores se conectem de alguma forma com os episódios. Enquanto a primeira temporada girou em torno de relacionamentos abusivos, a nova temporada foca muito no complicado relacionamento com as mães, uma vez que a mãe de Trish quer tomar conta de sua vida mais uma vez e a mãe de Jessica ressurge como um fantasma após 17 anos sendo dada como morta. As duas jovens precisam controlar o misto de amor e ódio que sentem para continuarem a investigação sobre o passado de Jessica, sem que as respectivas mães estraguem tudo. Vários elementos novos são testados nesta temporada e personagens desconhecidos são inseridos - muitos deles inúteis. A própria série faz questão de livrar-se deles com o passar dos episódios, mas o personagem mais interessante entre eles é sem dúvida Oscar, interpretado por J.R. Ramirez, novo zelador do prédio e responsável por trazer toda a humanidade e normalidade que falta na vida de Jessica. Jessica Jones segue sendo uma série importante, intensa e com muitas coisas para falar (embora tenha se perdido um pouco dentro do roteiro desses novos episódios). Porém, pistas sobre uma terceira temporada foram deixadas no ar durante o 13º episódio, e agora só nos resta esperar para que a história da super-heroína mais antissocial da história ainda tenha fôlego para mais alguns episódios. FICHA TÉCNICA Criadora: Melissa Rosenberg Diretores: Uta Briesewitz, Simon Cellan Jones e S.J. Clarkson Roteirista: Brian Michael Bendis Elenco: Krysten Ritter, Rachael Taylor, Eka Darville, Carrie-Anne Moss, Janet McTeer, Leah Gibson, J.R. Ramirez, David Tennant.

Jessica Jones (2ª Temporada)

Direção
Roteiro
Elenco
Fotografia

Bom

70

Tags : , , , ,