Posted On 20/03/2017 By In Críticas - Séries, Séries

Punho de Ferro: série tem suas qualidades, mas não impressiona

A quarta e última série para trazer Os Novos Defensores estreou dia 17 de março na Netflix e pode se tornar uma série esquecível entre as suas irmãs (Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage). Punho de Ferro nos conta a história de Danny Rand, um empresário bilionário que retorna à sua cidade, Nova York, 15 anos após a queda de seu avião (que ainda matou seus pais). Rand sobreviveu e, durante o período desaparecido, viveu na cidade mística K’un-Lun, localizada no Himalaia, onde aprendeu a dominar as artes marciais para combater o crime. O retorno à sua cidade o transforma em um alvo, pois o mundo o considerava morto e com isso, ele mostra que também é o Punho de Ferro, herói com habilidades sobrenaturais.

Se depender dos três primeiros episódios, a série não promete muita coisa. Na verdade, se mostra bem ruim. A atuação de Finn Jones como Danny Rand deixa a desejar e dá a impressão de que lhe haviam entregado o roteiro apenas na hora de gravar, e as cenas de luta são totalmente mal coreografadas. Quem brilha mesmo desde o princípio é Jessica Henwick como Colleen Wing, que nos convence de que é Wing. Sua personagem é muito mais do que um envolvimento romântico com Rand e, de certa maneira, o ofusca. Outro personagem que se destaca muito bem é Ward Meachum; a transformação de seu personagem é muito evidente e interpretada de forma excelente por Tom Pelphrey. Joy Meachum (Jessica Stroup) é uma boa personagem e nas cenas em que aparece fica evidente que ela ganhará mais desenvolvimento na segunda temporada.

Outra personagem que surpreende e tem uma participação muito maior é Madame Gao (Wai Ching Ho), que havíamos conhecido apenas como uma “traficante” de Hell’s Kitchen em Demolidor. Tanto é que seu envolvimento em Punho de Ferro trouxe inúmeras teorias – sendo a principal: seria ela a Mãe Garça? Mas isso é uma informação que só saberemos nas próximas temporadas, embora seu desenvolvimento como personagem tem sido uma benção à série por ter trazido mais dinâmica e mais estrutura ao roteiro.

Punho de Ferro não é uma série que irá agradar os fãs do super herói. Novamente, pode se tornar uma série esquecível, mas como sabemos que tudo que a Marvel faz tem um propósito, os episódios vão ganhando mais dinâmica, leveza – independente de seus erros – e começam a instigar muito mais os telespectadores, além das cenas de luta que cada vez mais vão melhorando (Colleen ganha muito destaque para isso).

Por isso, para a Marvel, talvez foi melhor não terem entregado um Punho de Ferro com todo seu potencial para que os fãs consigam acompanhar sua evolução (assim como o fizeram em Demolidor). Tudo dependerá de como será a segunda temporada e como vão inserir ele em Os Novos Defensores. Pode ser que a deixa para a nova série com todos os heróis reunidos seja o motivo de que Punho de Ferro não impressione tanto, embora ainda faça valer uma boa maratona.

Tags : , , ,