All posts by Cauê Lira

Redator do Cinematecando | Jornalista, 23 anos. Aficionado por música, games, livros, esportes e café. Me interessei por cinema na infância, através de Star Wars, The Matrix e outras nerdices. Gosto de filmes do Tarantino e de momentos solitários com meus fones.

Posted On junho 12, 2017By Cauê LiraIn Críticas - Catálogo

Crítica: Kids (1995)

Este é o tipo de filme que pede um debate enquanto créditos sobem a tela. Kids é uma produção independente dirigida por Larry Clark, estrelando Chloë Sevigny, Leo Fitzpatrick, Justin Pierce e Rosario Dawson. À época, todos em seus papéis de estreia. A trama segue o dia de um grupo de adolescentes sexualmente ativos em Nova Iorque, numa época em que a cidade vivia uma epidemia de AIDs. Kids não é sobre um personagem, ou uma motivação. Trata-se apenas de uma situação na qual um grupo de jovens é exposto.Read More

Posted On abril 6, 2017By Cauê LiraIn Artigos

Indicação: As melhores web séries do YouTube

Quando falamos de web series, logo lembramos da nossa locadora vermelha favorita. Contudo, a única maneira de colocar qualquer conteúdo na Netflix, ou em seus concorrentes, é através de uma distribuidora grande. E nem sempre o orçamento permite que isso aconteça. Ainda bem que isso nunca foi um problema para produtores independentes, uma vez que alguns divulgam suas obras através do bom e velho YouTube. Claro, considerando que são séries independentes com orçamentos limitados, não tem como esperar uma superprodução. E essa é a verdadeira graça das web series, queRead More
Em 2009, o crítico Steve Biodrowski, do Cinefantastique, apontou Dragonball Evolution como o claro exemplo de que produtores ocidentais não deveriam se meter em obras asiáticas. Mas para a alegria dos entusiastas, ele estava errado. A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell é a adaptação hollywoodiana da animação japonesa de mesmo nome, dirigida por Mamoru Oshii, em 1995. Com Scarlett Johansson na linha de frente, o filme da Paramount Pictures aparece com o objetivo de se tornar um dos live-action mais memoráveis do intercâmbio cultural Estados Unidos/Japão. Em um futuro nãoRead More

Posted On março 27, 2017By Cauê LiraIn Críticas - Catálogo

Crítica: Ghost in the Shell (1995)

Ghost in the Shell é o mangá criado pelo ilustrador Masamune Shirow e publicado pela Kodansha, em 1989. Com o sucesso exponencial, o estúdio Production I.G animou a série em 1995 sob a supervisão do talentosíssimo Mamoru Oshii. À época, já era possível ver que Oshii e sua equipe estavam criando uma das histórias cyberpunks mais ricas e chamativas da década. A história se passa em 2029, onde a conectividade e a existência humana atingem o ápice de sua união. Muitas pessoas possuem acesso à vasta rede de informações atravésRead More

Posted On março 9, 2017By Cauê LiraIn Críticas - Catálogo

Crítica: Artifact

Dirigido e protagonizado por Jared Leto, Artifact vai às raízes do mercado fonográfico moderno enquanto a banda Thirty Seconds to Mars é processada em irônicos US$ 30 milhões por sua gravadora. Com o parecer de diversas personalidades da música, o filme fez sua estreia no Festival de Toronto de 2012, recebendo o prêmio de melhor documentário do ano. Como Leto informa logo nos primeiros segundos de Artifact, a verdadeira intenção da banda era registrar o retorno ao estúdio para a gravação do álbum This is War (2009) , após oRead More

Posted On março 6, 2017By Cauê LiraIn Críticas - Catálogo

Crítica: Ilegal – A Vida Não Espera

Este é o tipo de documentário em que você agradecerá pela vida que tem enquanto os créditos finais sobem a tela. E talvez possa quebrar diversos paradigmas e preconceitos impostos erroneamente pela sociedade. ILEGAL – A Vida Não Espera é uma produção da Revista Superinteressante em parceria com o diretor Tarso Araújo, e mostra, principalmente, a trajetória de pais que precisam importar maconha medicinal para o tratamento de seus filhos no Brasil. Katiele Fischer é mãe de Anny, uma garotinha de cinco anos que possui uma uma doença rara e semRead More
Ghost in the Shell nunca esteve tão perto de sua estreia. E para os fãs do anime cyberpunk, o longa pode representar muito mais que uma simples adaptação norte-americana. A cultura asiática possui títulos de expressão, influenciando produções de caráter gigantesco no ocidente. Quer um exemplo? Matt Duffer, um dos produtores de Stranger Things, ressaltou que o anime Elfen Lied foi uma das referências para a concepção da personagem Eleven. The Matrix, das irmãs Wachowski, também não nega suas influências em Akira e no próprio Ghost in the Shell. Protagonizada porRead More

Posted On fevereiro 22, 2017By Cauê LiraIn Livros

Resenha: Repeteco

Bryan Lee O’Malley conquistou seu lugar entre os quadrinistas mais influentes do mundo com a série Scott Pilgrim Contra o Mundo. Publicada entre 2004 e 2010 em seis volumes, a graphic novel ganhou uma adaptação ao cinema nas mãos de Edgar Wright, estrelando Michael Cera e Mary Elizabeth Winstead nos papéis principais.  Claro que o sucesso de Scott Pilgrim gerou um grande hype sobre a próxima história de Bryan Lee. Quatro anos depois, o autor canadense ressurge com Seconds (2014), que só chegaria ao Brasil em 2016 como Repeteco. ARead More

Posted On fevereiro 17, 2017By Cauê LiraIn Críticas - Catálogo

Crítica: O Último Samurai

Você já viu essa história em Avatar, Atlantis e Pocahontas: Durante um confronto com nativos, o herói forasteiro acaba se apaixonando pela cultura local, revendo todos os preceitos morais de sua existência. O Último Samurai, de 2003, repete o roteiro quase que em sua totalidade, mas nem por isso deixa de ser uma opção interessante para quem procura um épico bom de assistir. Dirigido por Edward Zwick e protagonizado por Tom Cruise em um de seus melhores papéis, O Último Samurai conta a história do Capitão Nathan Algren, um veteranoRead More

Posted On fevereiro 9, 2017By Cauê LiraIn Críticas - Séries, Séries

O Atirador: Vale a pena assistir?

Baseado no romance Ponto de Impacto de Stephen Hunter, O Atirador é outra parceria entre canais de televisão e a Netflix. Enquanto o canal por assinatura USA Network cuida da produção e transmissão em território americano, a locadora vermelha se responsabiliza pela distribuição em outros países. Produzida e protagonizada por Ryan Phillippe, O Atirador está enquadrada entre as séries rejeitadas pela crítica, mas que acabaram surpreendendo e agradando a audiência. Os números refletem no Rotten Tomatoes: 44% de aprovação da imprensa especializada e 85% de aprovação da audiência. E comoRead More