Posted On 10/08/2017 By In Filmes

Cozinha Pop: Especial Dia dos Pais

Antes de iniciar esse artigo, queria agradecer profundamente à editora-chefe e toda equipe de redação por sempre darem a liberdade de expressão sem julgar. Hoje, nesse especial, tenho a liberdade de expressar um lado mais pessoal e agradecer tudo o que eu tenho e sou.

Mês de agosto é o mês que celebramos o dia dos pais. Lembrando que a figura paterna vem em vários formatos e tamanhos, não necessariamente como figura masculina, pode vir como a nossa própria mãe, tia, vó, vô e por aí vai… Não importa a “casca”, sabemos que a essência é a mesma.

Escolhi para falar sobre o querido filme Procurando Nemo (2003), que é uma animação da Pixar. Não vou falar muito sobre a parte técnica do filme porque sinceramente, é extremamente difícil uma animação errar. A parte mais incrível deste filme é a forma como traduziram todos os pensamentos, preocupações, o amor e as dificuldades que os pais têm, representados na imensidão do oceano e animais fofos, peixes-palhaço.

Ainda não sou mãe, porém vejo claramente o que os meus pais fazem por mim, e sei que muitos conseguem visualizar isso dos seus pais. A luta deles para tentar entender, guiar no caminho certo, e o principal: eles são as pessoas que nunca desistem da gente. Vemos o peixe-palhaço Marlin nunca desistir de seu filho Nemo. Não é pelo fato que perdeu sua família e só tem um filho, mas é o fato do amor que ele tem por ele (e que teria por qualquer outro filho). O primeiro amor que sentimos e conhecemos é o dos nossos pais.

Marlin atravessou o oceano acompanhado por Dory, uma peixinha com memória curta, que recentemente estreou o filme Procurando Dory – que você pode conferir na rede Telecine. Em Procurando Nemo, Dory é a caracterização daquela próxima da família que tem como alívio cômico, ou para acalmar os nossos pais quando estão bravos ou para aconselhar, em um papel da tia “descolada” em meio ao anseio de Marlin para encontrar Nemo. O longa retrata muito bem aquela dificuldade que os pais têm de compreender o filho e mostra que são capazes de mover céus e terras (no caso, o atravessar o oceano) para encontrar o seu filho e fazê-lo feliz.

Por isso, no domingo de dia dos pais, indicamos Procurando Nemo para assistir com a família. E vamos agradecer não só no domingo, mas todos os dias, os nossos pais. Eles podem atravessar o oceano, podem brigar com a gente, e fazem tudo por nós. Se eu for um terço do que meu pai é, já serei uma pessoa muito feliz. Obrigada!

Para se deliciar nesse dia maravilhoso, vamos fazer um pudim de limão siciliano.

Dica: a receita precisa ser feita 2 dias antes de servir!

Ingredientes:

Para uma forma de 1 litro

03 limões sicilianos
02 latas de leite condensado
500 ml de leite integral
06 ovos
250g de açúcar refinado
150ml de água

Modo de preparo:

Um dia antes de assar o pudim, descasque os limões, só a parte amarela porque a parte branca da casca é amarga e não fica gostoso no pudim. Coloque as cascas no leite integral e ferva até começar a subir o leite. Desligue o fogo e deixe esfriar. Reserve na geladeira.

No dia seguinte, coe o leite e jogue as cascas fora, bata no liquidificador o leite saborizado com o leite condensado até ficar homogêneo e, por último, adicione os ovos e bata bem por uns 2 minutos.

Para a calda, derreta o açúcar numa panela em fogo médio (cuidado para não queimar o açúcar!). Em outra panela, aqueça os 150ml de água. Quando o açúcar estiver já caramelizado, adicione a água quente (CUIDADO PARA NÃO SE QUEIMAR NESSA HORA) e mexa bem e rápido pois o açúcar endurece nessa hora, após um minuto e meio estará pronta. Desligue o fogo e reserve.

Coloque a calda no fundo da forma e depois, bem devagar, adicione a massa do pudim. Cubra-o com o papel alumínio e coloque a forma numa assadeira em banho-maria* e asse a180°C por 1 hora ou até estar quase firme, meio gelatina no meio. Retire, deixe esfriar e coloque na geladeira por 4 horas; desenforme e sirva.

*Para um pudim cremoso e sem furinhos, no banho-maria a água tem que estar morna.

Aproveite e feliz dia dos pais!

Tags : , , ,