Espante a bad com Rick and Morty | Cinematecando

Posted On 15/08/2017 By In Séries

Espante a bad com Rick and Morty

É raro conhecer alguém que tenha assistido Rick and Morty e odiado. A série animada, criada por Dan Harmon (também criador de Community) e Justin Roiland, é perfeita para dar boas risadas. Mas nem só de humor – e muitas vezes ácido pesado – se faz Rick and Morty. A série aborda o existencialismo e questiona o mundo ao nosso redor, utilizando de maneira inteligente não apenas os protagonistas, que são uma referência ao clássico De Volta Para o Futuro, mas todo o núcleo que os cerca: Summer, Jerry e Beth.

Na primeira temporada, somos apresentados aos personagens. Logo de cara dá para perceber que Rick Sanchez, um cientista alcoólatra extremamente inteligente que constrói máquinas para viajar pelo espaço e suas dimensões, não foi feito para ser agradável. Mas o jeito com que ele trata seus netos, Morty e Summer, as suas atitudes bem exageradas e a sua forma de expressão é o que dá o tom da série o tempo inteiro. E vale dizer que, por mais rude que Rick seja, ele está sempre tentando proteger a sua família de parasitas e alienígenas. Já Morty, um adolescente de 14 anos, é um personagem que cresce e amadurece ao longo dos episódios. No início, ele fica tão confuso quanto o público no meio das aventuras de Rick, mas não demora muito para Morty protestar contra algumas atitudes do avô e tomar gosto pelas viagens no espaço.

Diferente de muitas séries, Rick and Morty não perde o ritmo e sempre tem bons episódios, mesmo que alguns se iniciem com clichês. O que Dan Harmon ensina é que clichês também geram histórias criativas. Da primeira até a segunda temporada, a animação é capaz de brincar com a forma que pensamos. Mas, ao mesmo tempo, gerou polêmica com alguns episódios considerados de mau gosto, que foram posteriormente explicados pelos próprios criadores. É importante dizer que Rick and Morty não é uma série infantil e é transmitida pelo canal Adult Swin. No Brasil, é possível assistir as duas primeiras temporadas na Netflix. A terceira temporada, que estreou junto com Game of Thrones, ainda não tem data para ser publicada no serviço de streaming.

Outro ponto positivo de Rick and Morty é a dublagem, tanto na versão americana como na brasileira. Além disso, a animação não faz questão de criar uma mitologia séria e em pouco mais de vinte minutos consegue construir um roteiro com começo, meio e fim totalmente hilários. Por isso Rick and Morty é a série perfeita para maratonar e, assim como os personagens, sair um pouco de órbita e relaxar.

O COMEÇO DE TUDO 

Rick and Morty teve um sucesso inesperado! A primeira versão foi criada em 2006 por Justin Roiland com o nome de Doc and Marthi (uma referência ainda mais descarada ao filme De Volta para o Futuro) e foi apresentada no festival Channel 101, conduzido por Dan Harmon. Anos depois, após ser demitido do comando de Community, Harmon e Roiland deram uma cara mais profissional e transformou o curta de Doc and Marthi no Rick and Morty que conhecemos hoje.

Tags : , , , , ,