O lado secreto de Deadpool – De uma fã que só assistiu ao filme três meses depois | Cinematecando

Posted On 09/05/2016 By In Artigos, Filmes

O lado secreto de Deadpool – De uma fã que só assistiu ao filme três meses depois

Depois de chegar totalmente atrasada pra festa, eu finalmente assisti Deadpool. Antes que me julguem e falem: Como você pode se dizer fã da Marvel sem ter assistido Deadpool? Deixem eu me explicar.

Wade Wilson foi um dos primeiros personagens na minha vida com quem eu realmente me importei. Me lembro de ter descoberto ele com mais ou menos uns 15 anos de idade, naquela fase bem esquisita da nossa vida. O que mais me atraiu no personagem foi sua capacidade ininterrupta de ser ele mesmo sem se desculpar com ninguém.

Conforme o passar dos anos, fui percebendo coisas sobre o Wade que ninguém mais discutia – óbvio que as pessoas falavam sobre suas piadas sarcásticas, seu humor cru e suas matanças (muitas vezes hilárias assim como ele), mas e sua vulnerabilidade? E sua total falta de necessidade da constante compensação extrema que vemos em diversos personagens masculinos? Ele não faz suas piadas para aprovação de absolutamente ninguém. Wade gosta de quem gosta, ele diz o que quer, e respeita quem merece. Ele é a personificação da frase “Ame-as ou deixe-as”.

Wade se importa somente com pessoas vulneráveis, e seu senso de justiça é sim extremamente aguçado, o que com certeza dividirá opiniões. O que me atraiu no personagem foi seus dois polos totalmente opostos vivendo em completa harmonia: o lado mercenário e o lado gentil, quase delicado. Eu sei que muita gente vai falar que estou louca, imagina, Deadpool delicado? Pois é. Se você analisar e pensar no personagem dele um pouquinho mais, acho que vai acabar concordando comigo!

Então, depois de toda essa explicação, chegamos à pergunta: Mas por que você demorou tanto tempo pra assistir se ele é um dos seus personagens favoritos? 

Quando a campanha de marketing do filme começou apelando apenas para o humor “sujo”, por assim dizer, eu fiquei muito preocupada! Será que a MCU vai estragar um dos meus personagens favoritos e esquecer de todas essas nuances sutis que eu amo tanto? E se as pessoas que não conhecem o personagem somente o vissem dessa forma unilateral de agora adiante? Levei a frase “O que os olhos não veem o coração não sente” de forma radical até demais, mesmo com todos os meus amigos me implorando pra assistir! Até que aproximadamente 3 meses depois do lançamento do filme, respirei fundo, e pedi pra uma amiga assistir comigo. Não posso passar por essa perda sozinha!

E duas horas depois, não é que eu fui surpreendida da melhor forma possível? Todos os lados do Wade Wilson que eu mais amo estavam lá; toda a sutileza e vulnerabilidade e humor interpretadas por Ryan Reynolds com um respeito enorme pelo personagem. Claro que toda a parte gráfica, palavras sujas e litros de sangue também estavam lá, mas né gente, isso é Deadpool!