O que esperar da série O Mecanismo, da Netflix? | Cinematecando

Posted On 16/03/2018 By In Artigos - Séries, Críticas - Séries, Séries

O que esperar da série O Mecanismo, da Netflix?

Combinando seriedade com agilidade narrativa, série estabelece o estilo correto para contar uma história de investigação e corrupção

O Cinematecando conferiu três episódios da temporada de estreia do novo trabalho de José Padilha e viajou para o Rio de Janeiro à convite da Netflix para cobrir os eventos de imprensa da produção. Confira em nosso Instagram.

José Padilha já atuava como produtor executivo de Narcos, mas agora o diretor também possui uma série para chamar de sua dentro da Netflix, gigante do streaming. Em O Mecanismo, cuja produção conta com Selton Mello, Carol Abras, Enrique Diaz e Jonathan Haagensen no elenco, temos mais uma grande produção originada de um assunto real e pertinente: os fatos que impulsionaram a Lava-Jato, maior escândalo de corrupção da história do Brasil.

Baseada na obra O Juíz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil, de Vladimir Netto, O Mecanismo é uma série digna de elogios seja por sua qualidade técnica quanto pela harmonização do enredo. A nova série Original brasileira da Netflix é rica em personagens bem desenvolvidos e possui um clima de investigação e mistério que instiga o espectador.

Diferente de Narcos, que trabalha com um estilo mais documental, esta mantém certa “distância” ao expor a corrupção dos criminosos. O acerto da série é dar esse espaço para que o lado ficcional não torne a história forçada mais para um lado do que para o outro. E, além disso, a produção também chega a dar destaque a personagens que não eram tão esperados para terem tanta atenção (fator muito positivo e surpreendente).

Diferente da forma um tanto quanto tendenciosa que o cinema retrata os casos de corrupção do Brasil, como os filmes Polícia Federal e Real – O Plano Por Trás da História, O Mecanismo tem a intenção de entreter o espectador enquanto thriller policial e encara bem esta missão.

A partir dos três episódios que foram disponibilizados para a nossa equipe, é impossível não notar, mais uma vez, o grande talento que Selton Mello possui em tela. Na pele de Marco Ruffo, policial federal frustrado e ciente de que precisa fazer a investigação dar certo, o ator encara um de seus papéis mais intensos de sua carreira. Mas é Carol Abras como Verena (parceira de Ruffo) quem garante o brilho em meio a todo o elenco devido a sua força e personalidade presentes em seu modo de trabalho.

O Mecanismo promete ser uma das séries mais comentadas de 2018. Pertinente, ágil, bem executada e com um roteiro afiado, a nova aposta da Netflix tem a intenção de impactar. Sua intenção claramente é a de entregar uma boa história com toques ficcionais, fazendo o possível para que o espectador até chegue a pensar que todo o esquema de corrupção apresentado não passa de uma fantasia. Nem que seja por um curto período de tempo.

Tags : , , , , , , ,

Jornalista especializada em cinema. Fundadora e editora-chefe do Cinematecando. Trabalhou como assessora de imprensa na 41ª edição da Mostra Internacional de Cinema e apresenta o canal do site no YouTube.