Sobre o Festival de Cannes 2016 | Cinematecando

Posted On 11/05/2016 By In Artigos, Notícias

Sobre o Festival de Cannes 2016

A 69ª edição do Festival de Cannes começou hoje, na França. Até o dia 22 de maio inúmeros longas-metragens, curtas-metragens, sessões especiais e filmes fora de competição serão apresentados em um dos maiores eventos cinematográficos do mundo, que foi criado no fim da década de 30 como forma de protesto em meio ao período de fascismo e corrupção que comandava a Europa.

Cannes não é Oscar, e Oscar não é Cannes!

E quando eu digo que Cannes é um dos maiores eventos cinematográficos do mundo, isso não quer dizer que o Oscar ocupe o cargo de o maior de todos. Comparar Cannes com Oscar não faz sentido algum, já que o primeiro é um festival que premia filmes que ainda serão lançados, e o segundo é uma premiação que visa promover filmes já lançados comercialmente. Durante a corrida do Oscar, os cinéfilos já vão assistindo a maioria dos filmes até o dia da cerimônia chegar, enquanto em Cannes, os indicados e vencedores servem como um termômetro para o que as pessoas podem esperar nos meses que sucedem o evento.

Além disso, a abrangência que o Oscar possui em suas categorias é maior pois, em Cannes, apenas são premiados diretores, atores e atrizes – na premiação hollywoodiana, as estatuetas são entregues à quatorze áreas que trabalham para fazer um filme acontecer. Enfim… são várias as questões que diferem um evento do outro, mas o fato é que cada um é justo à sua maneira, pois funcionam de formas diferentes na indústria do cinema. Ambos são grandiosos e importantes, mesmo que o Oscar caminhe mais para o lado comercial e Cannes opte por dar espaço ao cinema autoral.

Sobre o Festival

Foi criado em 1939, mas sua primeira edição aconteceu somente em 1946, após a Segunda Guerra Mundial. Ao longo de suas edições, muitos diretores foram consagrados, como: Federico Fellini (A Doce Vida), Martin Scorsese (Taxi Driver), Quentin Tarantino (Pulp Fiction), Win Wenders (Paris, Texas), Roman Polanski (O Pianista) e Lars Von Trier (Dançando no Escuro).

Os filmes indicados dentro da Seleção Oficial são divididos nas categorias abaixo e, dentro da competição, os vencedores são escolhidos por um júri formado por quatro mulheres e quatro homens, que é atualizado a cada ano:

  • Competição: Longa-metragens e curta-metragens;

  • Longa-metragens não competitivos;

  • Mostra Un Certain Regard (que visa premiar diretores pouco conhecidos);

  • Mostra Cinefondation (exclusiva para estudantes cursando Cinema). 

Paralelamente ao Festival, também ocorre a Marché du Film (Mercado de Filmes), que incentiva amplamente o encontro de distribuidoras e investidores para negociarem a distribuição de filmes ainda inéditos. Isso acontece desde 1959.

Edição de 2016

Como sempre, a disputa pelo maior prêmio do festival, a Palma de Ouro, está acirrada. Os vinte filmes que fazem parte da seleção oficial são: The Unknown Girl, dos irmãos Dardenne; The Neon Demon, de Nicolas Winding Refn, It’s Only The End of The World, de Xavier Dolan; Aquarius, do brasileiro Kleber Mendonça Filho; American Honey, de Andrea Arnold; Graduation, de Cristian Mungiu; Elle, de Paul Verhoeven; Moi, Daniel Blake, de Ken Loach; Julieta, de Pedro Almodóvar; Loving, de Jeff Nichols; Slack Bay, de Bruno Dumont;Ma’ Rosa, de Brillante Mendoza; The Handmaiden, de Park Chan-Wook; Toni Erdmann, de Maren Ade; Rester Vertical, de Alain Guiraudie; Mal de Pierres, de Nicole Garcia; Paterson, de Jim Jarmusch; Personal Shopper, de Olivier Assayas;Sieranevada, de Cristi Puiu; e The Last Face, de Sean Penn.

O Brasil volta a fazer parte da competição oficial depois de quatro anos, uma vez que o último filme brasileiro a ser indicado ao maior prêmio da temporada foi Na Estrada, de Walter Salles, em 2012. Fica aqui a nossa torcida por Kleber Mendonça Filho e seu filme, que possui Sonia Braga como protagonista!

O júri que irá definir quem vai levar a Palma de Ouro 2016 para casa é composto por atores como Kirsten Dunst, Mads Mikkelsen, Vanessa Paradis e Donald Sutherland. Ele será presidido por ninguém menos que George Miller, diretor da franquia Mad Max.

Abrindo a temporada de premiação, foi apresentado o mais recente filme do diretor Woody Allen, chamado Café Society, que conta com Jesse Eisenberg e Kristen Stewart no elenco. Foi a quarta vez que um filme do diretor americano abre o festival, após Contos de Nova York, Dirigindo no Escuro e Meia-Noite em Paris.
__________________________

Quais são suas apostas para este ano? Deixe seu comentário!

Jornalista especializada em cinema. Fundadora e editora-chefe do Cinematecando. Foi assessora de imprensa na 41ª edição da Mostra Internacional de Cinema e hoje é redatora e repórter do portal AdoroCinema.