All posts by Caio Vechiato

Redator do Cinematecando | Formado em Rádio, TV e Internet, 22 anos. Desde sempre teve uma grande queda por cinema e de vez em quando enlouquece sobre algum filme pouco falado ou conhecido. Também fascinado por séries, ainda está de luto pelo cancelamento da maravilhosa Penny Dreadful e será eternamente grato pela existência de The Leftovers. Além disso é um gamer ávido por boas histórias e sente-se bastante estranho ao escrever uma bio em terceira pessoa.

Posted On junho 16, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Séries, Séries

Crítica: The Leftovers

Bom, cá estamos. The Leftovers, uma das melhores séries da HBO, teve seu final há quase duas semanas atrás, após três temporadas. É realmente intimidador expressar opiniões acerca de uma história tão única e subversiva, mas não custa tentar, então lá vai: para falarmos de The Leftovers, é essencial voltar aonde tudo começou. Este é, em base, um texto cujo foco recai sobre a terceira temporada da série, porém suas precursoras são igualmente dignas de atenção e reconhecimento. 29 de Junho de 2014. Damon Lindelof, Peter Berg e Tom PerrottaRead More

Posted On junho 12, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Animal Político

Apresentado pelo projeto Sessão Vitrine Petrobras, Animal Político, que estreou na quinta passada, é um dos mais inusitados filmes nacionais desses tempos, principalmente por se tratar da estreia do pernambucano Tião na direção de longas. Orgulhosamente apresentado em materiais de divulgação, o ponto de partida narrativo de Animal Político é cativante: uma vaca (a vaca Cerveja, com voz de Rodrigo Bolzan), que vive com a família humana na cidade grande, decide se afastar de sua vida, regida pela cultura do consumo, e encontrar respostas para seus dilemas existenciais. Meu maiorRead More

Posted On maio 31, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Z – A Cidade Perdida

Z – A Cidade Perdida, que estreia nesta quinta (1o), é para o ano de 2017 o que o excelente O Ano Mais Violento, de J.C. Chandor, foi para 2015. Trata-se daquele tipo de filme que muitos afirmam não ser feito mais, de estrutura e sensibilidade clássicas. É notável, então, o esmero com o qual James Gray captura o clima dos grandes filmes de aventura hollywoodianos, principalmente da década de 50, e cria uma experiência verdadeiramente imersiva, sem exagerar na nostalgia. Tem-se aqui a história de Percy Fawcett, militar inglêsRead More

Posted On maio 28, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Catálogo

Crítica: War Machine

Comédias políticas, no geral, são uma aposta de 50/50. Há as notavelmente boas, como Doutor Fantástico e In The Loop, e há outras bem menos eficientes, como Os Homens que Encaravam Cabras e Especialista em Crise. Na TV também não costuma ser diferente, com a excelente Veep e a insossa The Brink ambas exibidas pela HBO (a segunda, claro, não tardou a ser cancelada). Mais recentemente, a Netflix também tenta embarcar no subgênero, com o fracassado Special Correspondents e agora, com produção de Brad Pitt, War Machine. War Machine, estranhamente sem tradução para o português, é o primeiro longa-metragem de larga escala produzidoRead More

Posted On maio 24, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Punhos de Sangue

Você talvez nunca tenha ouvido falar do homem, mas de certa maneira, conhece Chuck. Não por ter sido a alegada inspiração do personagem Rocky Balboa, mas por sua cinebiografia ir de acordo com tantas fórmulas antes vistas no cinemão americano. Produzido e protagonizado por Liev Schreiber, Punhos de Sangue conta a história de Chuck Wepner, um boxeador que tira a sorte grande ao ser elencado para uma lendária luta com o ícone Muhammad Ali. Obviamente, Wepner não saiu vitorioso, mas aguentou nada menos que 15 rounds com o rei, feitoRead More
Nunca fui muito fã do comediante Aziz Ansari. Tinha um papel simpático na série Parks and Recreation, alguns especiais de stand-up decentes, mas nada me fazia considerar o indiano uma grande promessa cômica. Até que, em novembro de 2015, a Netflix pegou todos de surpresa com a série Master of None. Não só se tratou de um sucesso de crítica, mas também uma ganhadora do Emmy no ano seguinte. Seus fãs, infelizmente, tiveram de esperar mais de um ano para novos episódios, mas cá estou em 2017, sentindo-se gratificado pelaRead More

Posted On maio 15, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Cuidado com o Slenderman

A este ponto, muitos já são familiares com a figura do Slenderman. Criado por Eric Knudsen em um trabalho de Photoshop, o personagem ganhou dimensão através de diversas creepypastas, histórias de terror disponibilizadas em uma wiki. Cuidado com o Slenderman, documentário que estreia hoje, segunda-feira (15) às 22h na HBO, traz outra dimensão à figura, uma muito mais aterrorizante e, infelizmente, real. Em 2012, Anissa Weier e Morgan Geyser feriram uma amiga gravemente a facadas. As duas diziam tê-lo feito pelo Slenderman, na intenção de se tornarem suas servas. ValeRead More

Posted On abril 30, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Corra!

Para os desavisados, Corra!, que estreia no Brasil em 18 de maio, faz cair por terra a ideia de que vivemos em um mundo “pós-racial”. Sabe-se que política, raça e demais temáticas sociais raramente tomam o centro de filmes de gênero. E quando tomam, tais exemplares geralmente não recebem a atenção merecida. Recentemente, encontrei-me surpreendido com uma pequena obra exibida tarde da noite, em um canal a cabo, intitulada O Último Jantar, da diretora americana Stacey Title. O filme tinha em seu elenco Ron Perlman, Courtney B. Vance e uma jovemRead More

Posted On abril 24, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Lançamentos

Crítica: Além das Palavras

Nos minutos iniciais de Além das Palavras, do diretor Terence Davies (Amor Profundo), tem-se a impressão de assistir a um teatro gravado, algo não muito fílmico ou adequado para uma sala de cinema. Felizmente, os ouvidos não tardam a acostumar com a prosa elaborada que Davies, também roteirista, tanto almeja em seus filmes. Logo se tem uma experiência marcante, que provoca a mente e a alma. Com um roteiro completamente original, Terence Davies retrata a ordinária vida da poeta norte-americana Emily Dickinson, que, no século XIX, viveu a integridade deRead More

Posted On abril 17, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Catálogo, Filmes

Crítica: Apostando Tudo

Como de costume, tivemos mais uma estreia original sorrateira na Netflix nas últimas semanas: Apostando Tudo, mais novo filme do diretor indie Joe Swanberg, do ótimo Um Brinde à Amizade e a cativante série Easy. Logo em sua sequência de créditos iniciais, o problemático protagonista Eddie (Jake Johnson) é apresentado em toda sua decadência. Imediatamente identificado como um viciado em jogo, Eddie tem um emprego mísero estacionando carros em um estádio e perde o pouco que ganha em seu vício nas madrugadas que seguem. Até que certo dia, um homemRead More