Diego Olivares, Autor em Cinematecando | Página 2 de 8

All posts by Diego Olivares

Crítico de cinema, roteirista e diretor. Pós-graduado em Jornalismo Cultural. Além do Cinematecando, é colunista do Yahoo! Brasil

o rosto critica

Posted On outubro 27, 2018By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

42ª Mostra – Crítica: O Rosto

Longe das vistas de Deus As imagens de O Rosto têm uma estética esquisita. A fotografia é distorcida, com foco em algum ponto central enquanto o entorno está embaçado, como se a câmera fosse incapaz de capturar tudo que está diante dela, mas apenas parte da cena. É uma visão limitada tanto quanto a dos habitantes da pequena vila polonesa que serve de cenário para o filme da diretora Malgorzata Szumowska, vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Berlim 2018. Nesta comunidade reina o preconceito, a ponto deRead More
cafarnaum critica

Posted On outubro 27, 2018By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

42ª Mostra – Crítica: Cafarnaum

Sem solução Ao longo de sua carreira como deputado, Jair Bolsonaro adotou um discurso rígido sobre controle de natalidade entre os mais pobres, sugerindo até mesmo a esterilização desta população menos favorecida. Na improvável chance de que o político assista Cafarnaum, certamente sairá da sessão com essa crença reafirmada. Este é o perigo que reside no longa da libanesa Nadine Labaki, uma realizadora famosa por sua posição progressista, oposta portanto ao de figuras como Bolsonaro, mas que desta vez colocou o complexo contexto social de seu país em segundo planoRead More
o anuncio critica

Posted On outubro 25, 2018By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

42ª Mostra – Crítica: O Anúncio

A inusitada burocracia de um golpe A Turquia é um dos muitos países que tem no passado a mancha de uma Ditadura Militar, como um fantasma pairando ainda na atualidade. Seu presidente é Recep Erdogan, conhecido pela postura autoritária e ultra-conservadora, autêntico herdeiro da classe e visto com desconfiança por boa parte do mundo ocidental. Por isso, é emblemático o lançamento de um filme como este O Anúncio, dirigido por Mahmut Fazil Coskun e vencedor do prêmio especial do júri da seção Horizontes no Festival de Veneza 2018. A açãoRead More
operação overlord critica
Fogo cruzado com zumbis nazistas A Segunda Guerra Mundial continua sendo território fértil para Hollywood. Operação Overlord adiciona agora uma trama de zumbis a este cenário recorrente. No filme, as criaturas fazem parte do chamado Exército de Mil Anos, uma experiência genética promovida pelos nazistas que dá superpoderes aos mortos e transforma a produção em uma espécie de mistura de O Resgate do Soldado Ryan com The Walking Dead. Sem se prolongar em explicações, a ação começa com um grupo de soldados norte-americanos sobrevoando a França, às vésperas do Dia D.Read More
a madeline de madeline critica
Turbilhão de sensações Ao longo de A Madeline de Madeline, a protagonista (Helena Howard) desempenha vários papéis: é uma gata, uma tartaruga marinha, filha, pupila, aluna de um grupo de teatro… No meio disso tudo, como qualquer adolescente, ela procura encontrar a própria identidade. É esta a jornada proposta no vibrante longa dirigido por Josephine Decker, que tira o máximo da linguagem cinematográfica para apresentar sua história. Um desenho de som cuidadoso alterna em alguns momentos trilha percussiva, sussurros e ruídos dos mais variados. A câmera se movimenta constantemente, dandoRead More
diamantino critica

Posted On outubro 24, 2018By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

42ª Mostra – Crítica: Diamantino

Fronteira entre real e o surreal cada vez menor É impossível bater o olho no personagem-título de Diamantino e não lembrar logo de Cristiano Ronaldo. O sujeito interpretada por Carloto Cotta no filme português da dupla Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt é o maior jogador de futebol do planeta, extremamente vaidoso e egocêntrico. É também um homem infantilizado e extremamente alienado, dado a simular faltas em campo e que, após cair em desgraça, vira meme na internet – aqui a semelhança também caberia ao brasileiro Neymar Jr, só ficaram faltandoRead More
eu não me importo se entrarmos para a história como bárbaros critica
Murro em ponta de faca Numa época em que cresce o número de negacionistas, ou seja, aqueles que tentam reescrever a história e relativizar crimes históricos contra a humanidade como o holocausto e a Ditadura Militar no Brasil, um filme como este Eu Não Me Importo Se Entramos Para a História Como Bárbaros ressoa bastante familiar, de forma incômoda, e dá muito o que pensar sobre os caminhos da humanidade. O cineasta romeno Radu Jude (de Aferim!) reflete sobre a importância de se acertar as contas com o passado, aoRead More
Em busca de solo próprio Parte das areias de Singapura vêm da Malásia, Indonésia e outros países vizinhos. São mais ou menos como os imigrantes, que procuram no país asiático melhores condições de trabalho do que tinham nos respectivos lares. Este sentimento de deslocamento e da falta de um solo pátrio para chamar de seu envolvem Uma Terra Imaginada, longa dirigido pelo singapurense Yeo Siew Hua, vencedor do Leopardo de Ouro no Festival de Locarno 2018. Em clima contemplativo, o filme começa com a chegada de dois policiais a umRead More
o mau exemplo de cameron post
Controlar o incontrolável “Cura gay”, identidade de gênero, influência da religião no comportamento sexual de quem está se descobrindo. São temas de debate na sociedade mundial contemporânea e também de O Mau Exemplo de Cameron Post, filme que se aproveita do timing para ganhar ainda mais relevância, haja visto o prêmio outorgado pelo júri conquistado no início deste ano no Festival de Sundance, muito por conta da necessária discussão que gera. O roteiro, adaptado de livro escrito por Emily M. Danforth, se passa na primeira metade dos anos 90, umaRead More
em chamas critica

Posted On outubro 22, 2018By Diego OlivaresIn Críticas - Lançamentos, Filmes

42ª Mostra – Crítica: Em Chamas

Fogo que arde sem se ver Em dado momento de Em Chamas, o jovem protagonista Jongsu (vivido por Ah-In Yoo), um aspirante a escritor, confessa que está com dificuldade para elaborar seu primeiro romance literário porque não sabe de quase nada sobre o mundo. Até o final do filme, certamente ele terá aprendido um par de coisas, com direito a muito sofrimento pelo caminho. A esta vontade de saber mais sobre as grandes questões da existência, sua amiga Haemi (Jong-seo Jeon) dá o nome de “grande fome”, algo bem maisRead More