Netflix Tag

Posted On setembro 18, 2017By João Pedro AccinelliIn Críticas - Séries, Séries

Crítica: American Vandal (1ª temporada)

Vândalo Americano. Podemos dizer que finalmente temos uma tradução de título coerente? E olha que coerência é o que não falta nessa nova produção original da Netflix. De início, a abordagem temática da série pode não atrair todos os públicos, não só por ser baseado no formato de documentário como também por temperar tudo com muita sátira e humor. Mas por experiência própria, afirmo que apesar do tratamento diferenciado do gênero a série consegue ser divertida e bastante absorvente, principalmente por sua história principal, profundamente intrigante. Falsos documentários satíricos sãoRead More

Posted On setembro 16, 2017By João Pedro AccinelliIn Críticas - Catálogo, Filmes

Crítica: First They Killed My Father

“Se você não sabe nada sobre o Camboja e vir esse filme, você não vai apenas pensar que é um povo que sofreu com uma guerra. Vai perceber que estas são pessoas realmente interessantes, assim como suas raízes, suas personalidades, seu humor, seu amor à música e sua cultura.” – Angelina Jolie Angelina Jolie se consagra na direção de filmes com uma obra fantástica. First They Killed My Father não é somente pesado em seu próprio título, como também possui uma abordagem profundamente melancólica e forte da guerra. Já vimos eRead More

Posted On setembro 11, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Séries, Séries

Crítica: BoJack Horseman – 4ª Temporada

Eu amo BoJack Horseman. Já BoJack Horseman, nem tanto. Não que o homem-cavalo seja um personagem ruim, muito pelo contrário. Ao longo de suas quatro temporadas, Horseman, dublado brilhantemente por Will Arnett, é construído de maneira assustadoramente… humana. À primeira vista uma sátira do ator tornado em playboy (não só necessariamente Charlie Sheen), BoJack Horseman tornou-se em um dos personagens mais fascinantes da peak TV americana. No entanto, o que torna BoJack Horseman, a série, essencial é todo o rico trabalho feito ao redor de seu personagem-título. Criada por RaphaelRead More

Posted On setembro 1, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Catálogo, Filmes

Crítica: Pequeno Demônio

A julgar pelos últimos lançamentos da plataforma de streaming Netflix, que incluem Death Note, Onde Está Segunda e O Nevoeiro, fica aquela amarga impressão de que o serviço se tornou um guarda-volumes para projetos mal-fadados. Nesta sexta, 1º, a estreia em destaque é a comédia de terror Pequeno Demônio, protagonizada por Adam Scott e Evangeline Lilly. Confesso que tinha poucas esperanças a respeito, principalmente devido ao fraco trailer. Ainda assim, dei a conferida pelo fato de seu diretor, Eli Craig, ter surpreendido os fãs de terror alguns anos atrás comRead More

Posted On agosto 28, 2017By João Pedro AccinelliIn Críticas - Séries, Séries

Crítica: O Nevoeiro (1ª temporada)

Muitas histórias, livros e contos de Stephen King já foram adaptados para o cinema, mas pela primeira vez o conto O Nevoeiro do autor serviu como inspiração para um roteiro em forma de seriado. Antes de ver a série, é normal o expectador criar algumas expectativas, ainda mais uma vez que o conto já foi adaptado para o cinema, no suspense homônimo de 2007. Como esperado por muitos, a série original da Netflix não conseguiu atingir o mesmo sucesso do filme e realmente deixa muito a desejar na construção deRead More

Posted On agosto 28, 2017By Giovanna ArrudaIn Artigos - Séries, Séries

A importância de Master of None

Lançada em 2015, Master of None (leia nossa crítica sobre a segunda temporada aqui) é mais uma série original lançada pela Netflix, mas talvez seja uma das mais importantes produções – junto com Cara Gente Branca – para nos fazer refletir, entender melhor e ter um olhar mais crítico sobre a sociedade atual e o nosso cotidiano. Criada por Aziz Ansari e Alan Yang e protagonizada por Aziz, Master of None mostra a vida de um grupo de amigos entre 20 e tantos e 30 e poucos anos, vivendo em NovaRead More
Antes de começar, quero lembrar que vim ao Cinematecando em defesa da adaptação americana de Death Note enquanto todos demonizavam o trailer há alguns meses. Na nota (que você pode ler clicando aqui), disse que whitewashing não era um problema, que apostar em uma história completamente nova poderia resultar em algo legal, e que o anime continuaria válido caso o filme fosse um fracasso. E, infelizmente, a imagem de Death Note, um anime tão emblemático da década passada, ficará manchada entre aqueles que esperaram pelo filme para conhecer a obra.Read More

Posted On agosto 21, 2017By Mônica BerkovichIn Séries

Crítica: Marvel – Os Defensores

Os Defensores traz o que a parceria entre Marvel e Netflix vem trazendo… Algumas decepções! Assim como muitos fãs pelo mundo, eu estava super empolgada para assistir Os Defensores, que estreou em 18 de agosto no catálogo da Netflix. Afinal, realmente esperava que a série superasse a decepção que foi Punho de Ferro… mas infelizmente não foi bem assim. História boa, mas o roteiro poderia ter sido melhor A história traz a junção dos quatro heróis de Nova York, Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro contra um inimigoRead More

Posted On agosto 21, 2017By Mayara ZagoIn Artigos - Séries, Séries

Orphan Black: A ciência é feminina

Por Mayara Zago No dia 5 de julho de 1996 aconteceu a primeira clonagem com mamíferos: Dolly, a ovelha mais famosa do mundo. Em 30 de março de 2013 foi lançado o primeiro episódio de Orphan Black, a série sobre clones que terminou no último domingo (13), em sua 5ª temporada. Criada por Graeme Manson e John Fawcett, o seriado teve os direitos de exibição no Brasil comprados pela Netflix, mas na verdade pertence ao canal BBC America. É uma série científica e trata da evolução em sua premissa original,Read More

Posted On agosto 21, 2017By Caio VechiatoIn Críticas - Catálogo, Filmes, Uncategorized

Crítica: Onde Está Segunda?

Um bom conceito não é sinônimo de um bom roteiro. É o caso do novo filme original Netflix, Onde Está Segunda?, sci-fi distópico estrelado por Noomi Rapace e a grande Glenn Close. Dirigido por Tommy Wirkola (da franquia de zumbis Dead Snow e o embaraçoso João e Maria – Caçadores de Bruxas), o longa conta com algumas sequências de ação competentes e visuais chamativos, porém sua duração excessiva e um roteiro mal-concebido o tornam, no máximo, em um prazer culposo (ao menos para quem escreve). Escrito pela dupla Max BotkinRead More