Caio Lopes, Autor em Cinematecando | Página 2 de 18

All posts by Caio Lopes

Formado em Rádio, TV e Internet pela Faculdade Cásper Líbero (FCL). É redator no Cinematecando desde 2016.

Imagem de Jurassic World: Reino Ameaçado
Franquia atinge seu ponto baixo com trama equivocada e pouca tensão Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros, de 2015, não foi exatamente o melhor dos recomeços para a franquia Jurassic Park, que partiu de um livro de Michael Crichton (Westworld). Também não foi o pior dos casos, pois ainda contava com momentos divertidos e, mais significantemente, foi um estrondoso sucesso de bilheterias ao redor do globo. Muitos de seus pontos baixos, no entanto, eram e ainda são atribuídos à escalação do (até aquele momento) novato Colin Trevorrow, que não muitoRead More

Posted On junho 5, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: As Boas Maneiras

Marco Dutra e Juliana Rojas se arriscam com filme musical de lobisomem e atingem notas marcantes Este filme fez parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Texto originalmente publicado em 31 de outubro de 2017. As Boas Maneiras, de Marco Dutra e Juliana Rojas, é tão desnorteante que já me sentei pelo menos umas duas vezes para escrever uma crítica, sem sentir que obtive sucesso. Já vou direto ao ponto: não amo, mas gosto do filme um bocado. Amo, sim, o que foi pretendido pelaRead More
Imagem de Sense8 Finale
Lana Wachowski e sua cluster se despedem dos fãs com desfecho emocionante A essa altura, você já deve ter se decidido sobre Sense8, a série criada pelas irmãs Lana e Lilly Wachowski (Matrix, A Viagem) em parceria com J. Michael Straczynski (Babylon 5). Com estreia marcada para esta sexta-feira (8) na Netflix, o final do seriado vem com o dever pesado de amarrar as muitas pontas soltas da narrativa e também proporcionar uma digna despedida aos seus fiéis fãs. O finale foi dirigido apenas por Lana Wachowski e possui quaseRead More
Imagem do filme Deadpool 2

Posted On maio 20, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Deadpool 2

Ryan Reynolds volta como o mercenário irreverente numa sequência que poderia forçar mais a barra O elemento surpresa fez maravilhas para o primeiro longa do mercenário Deadpool. Ao menos no antro estagnado dos super-heróis, o humor com quebras da quarta parede era o grande diferencial da volta de Ryan Reynolds ao personagem que quase morreu de vez com o enfadonho X-Men: Origens – Wolverine. Após seu retorno de imenso sucesso em 2016, o mercenário irreverente ganha uma nova aventura, seguramente intitulada de Deadpool 2 (torcia para que The Second ComingRead More
Imagem do filme Esplendor

Posted On maio 8, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Esplendor

Filme de Naomi Kawase parte de proposta interessante mas se perde no desenvolvimento Exibido na 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, Esplendor parte de uma proposta muito interessante: seria uma audiodescrição algo limitador na experiência cinematográfica do espectador cego? Ou melhor: há como sintetizar a riqueza de um filme em apenas palavras? Com esse ponto de partida, a diretora e roteirista Naomi Kawase captura o interesse já de início. Para aqueles que não sabem o que é uma audiodescrição, trata-se de uma faixa de áudio gravada separadamente paraRead More
Imagem do filme Beyond Skyline

Posted On maio 3, 2018By Caio LopesIn Cine Netflix, Filmes

Crítica: Beyond Skyline

Sequência de Skyline – A Invasão é completamente descerebrada, para a sorte do público Lá atrás em 2010, os artistas de efeitos visuais Colin e Greg Strause ficaram moderadamente conhecidos por dirigir um pequeno grande filme (ruim). Esse era Skyline – A Invasão, que com um orçamento de apenas $10 milhões entregava efeitos de computação caprichados. No entanto estavam a anos luz de todos os outros aspectos, como as péssimas atuações (nem mesmo Donald Faison, o Turk de Scrubs, estava a salvo) e o confinamento duvidoso a um conjunto deRead More
Imagem do filme Psychokinesis

Posted On abril 30, 2018By Caio LopesIn Cine Netflix, Filmes

Crítica: Psychokinesis

Novo filme de Sang-ho Yeon deixa a desejar no espetáculo mas tem o coração no lugar certo Em 2016, o diretor sul-coreano Sang-ho Yeon fez um estrondo com seu divertido longa de ação com zumbis Invasão Zumbi. Com experiência prévia na animação, o cineasta provou ter uma boa dose de estilo e capacidade para conduzir um filme de gênero. É nessa mesma empolgação que foi anunciado o próximo filme de Sang-ho, Psychokinesis, lançado diretamente na Netflix. O filme traz a história de Seok-hyeon (Seung-ryong Ryu), um homem desajeitado que ganhaRead More

Posted On abril 11, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Aos Teus Olhos

Drama maduro da diretora Carolina Jabor traz excelente atuação de Daniel de Oliveira Este filme fez parte da programação oficial da 41ªMostra Internacional de Cinema em São Paulo. Texto originalmente publicado em 28/10/2017.  Assim que lerem a sinopse de Aos Teus Olhos, ganhador de melhor filme do público no Festival do Rio, cinéfilos lembrarão imediatamente do drama dinamarquês A Caça, de Thomas Vinterberg. Após assistir ao longa da diretora Carolina Jabor, porém, não há como confundir as duas obras. Baseado na peça O Princípio de Arquimedes, que este ano fezRead More
Adaptação de videogame acerta ao abraçar a galhofa mas não arrisca muito além Dwayne Johnson, mais conhecido como The Rock, não costuma embarcar em projetos sérios. A saga Velozes e Furiosos, o recente Jumanji – Bem-vindo à Selva e mesmo Terremoto: A Falha de San Andreas são todos completas galhofas. Com Rampage – Destruição Total, não é diferente. Baseado no videogame homônimo no qual monstros nivelam prédios inteiros, o filme do diretor Brad Peyton (o mesmo de Terremoto) não parece preocupado com a suspensão da descrença do público, com uma primeiraRead More
Imagem do filme Submersão

Posted On abril 5, 2018By Caio LopesIn Críticas - Lançamentos, Filmes

Crítica: Submersão

Novo filme de Wim Wenders parece inteiramente escrito no improviso Uma boa ideia raramente sobrevive à tradução para o cinema sem uma execução clara. É o que acontece como o veterano Wim Wenders em seu novo longa de ficção, Submersão. Numa tentativa promissora de misturar existencialismo, romance e suspense de espionagem, Wenders se perde em meio a seu filme, um monstro de Frankenstein. No início, tudo parece bem. A trilha musical de Fernando Velázquez surge com certa elegância, assim como o rosto de Dani (Alicia Vikander) dentro de um traje deRead More